Publicidade

03 de Abril de 2014 - 07:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

A médica juiz-forana, 34 anos, presa após ser condenada por mandar cortar o pênis do ex-noivo continua na Penitenciária Feminina Estevão Pinto, em Belo Horizonte. A assessoria de comunicação da Secretaria de Estado e Defesa informou que não pode passar uma previsão de quando ela será remanejada para Juiz de Fora, mas, segundo a Polícia Civil, a transferência já foi pedida. De acordo com informações da Polícia Civil, o inquérito do caso foi aberto no dia 20 de março de 2012 em Juiz de Fora. A vítima rompeu o noivado com a médica poucos dias antes da data em que os dois se casariam. A mulher teve a ajuda do pai, atualmente com 76 anos, para contratar os dois homens que mutilaram o rapaz com uma faca . A mulher foi presa em São Paulo, onde exercia a profissão, por uma equipe da polícia mineira, que cumpriu um mandado de prisão em aberto contra ela.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da liberação da maconha para uso medicinal?