Publicidade

01 de Abril de 2014 - 20:38

Por Tribuna

Compartilhar
 

A médica juiz-forana, de 34 anos, condenada por contratar dois homens para cortar os órgãos genitais do ex-noivo, foi presa nesta terça-feira (1º) em Pirassununga, interior de São Paulo, pela Polícia Civil de Minas Gerais. Nos próximos dias, ela será recambiada para Juiz de Fora, onde deve acontecer a execução da pena.

O crime aconteceu no ano de 2002, em Juiz de Fora. A vítima havia rompido o noivado com a médica poucos dias antes da data em que os dois se casariam. A mulher teve a ajuda do pai, atualmente com 76 anos, para contratar os dois homens que mutilaram o rapaz.

Após o fato, ela se mudou para Barbacena, onde continuou atuando como clínica-geral até o final de 2013. A transferência para São Paulo ocorreu imediatamente após sua sentença transitar em julgado, confirmando a pena de seis anos de reclusão. Até então, a médica havia conseguido manter a liberdade com base em uma sequência de recursos judiciais.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você já presenciou manifestações de intolerância religiosa?