Publicidade

26 de Abril de 2014 - 17:37

Por Tribuna

Compartilhar
 

O Dia "D" da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe em Juiz de Fora levou, neste sábado (26), milhares de pessoas aos postos instalados em diversos bairros. Segundo a Assessoria de Comunicação da Secretaria de Saúde, entre 10% e 12% do público-alvo, estimado em cerca de 138 mil, receberam a dose na mobilização que durou o dia inteiro. No PAM-Marechal, a movimentação foi intensa. Gente como o aposentado Celso Rezende, 79 anos, que, desde o primeiro ano da campanha, faz questão de ser vacinado. "Para mim funciona muito bem." Já Arthur Vieira de Oliveira, com apenas 4 anos, mostrava-se apreensivo, enquanto era tranquilizado pela mãe. "É a terceira vez que ele recebe a vacina. Com ela, ele gripa menos", explicou a funcionária pública Vera Vânia Vieira.

Devem ser imunizados idosos, crianças entre 6 meses a 5 anos incompletos, gestantes, mulheres que deram à luz há até 45 dias, doentes crônicos e acamados, além de profissionais da área de saúde. As pessoas que, por algum motivo, não puderam se vacinar ontem, terão até 9 de maio para receber a dose. Nesse período, um posto de vacinação permanecerá montado no Departamento de Saúde do Idoso, à Rua Batista de Oliveira 943, e no Santa Cruz Shopping. As doses estarão também disponíveis nas unidades de atenção primária à saúde (Uaps). "É uma campanha intensa voltada para o grupo mais vulnerável à gripe. Quanto mais pessoas imunizadas, melhor", frisou o secretário de Saúde, José Laerte Barbosa. Doentes acamados que fazem parte do grupo prioritário podem solicitar a vacina em casa. O telefone é 3690-7509. As pessoas com doenças crônicas devem apresentar prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle do SUS deverão dirigir aos postos em que estão registrados, sem a necessidade da prescrição.

Galeria de Imagens

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você aprova o retorno de Dunga para o comando da Seleção Brasileira?