Publicidade

15 de Maio de 2014 - 19:35

Por Tribuna

Compartilhar
 
Cartão-postal recebe pintura, jardinagem e nova iluminação
Cartão-postal recebe pintura, jardinagem e nova iluminação

O Morro do Cristo está passando por uma revitalização, que inclui nova iluminação, pintura e trabalho de jardinagem. A intervenção tem como objetivo deixar o local mais seguro e mais atrativo para visitantes. O projeto, executado pela Empav, está orçado em R$ 75 mil, e é custeado pela Prefeitura. Segundo a assessoria de comunicação do órgão, parte dos novos refletores já foi instalada, e o serviço de pintura já contemplou o mirante, os bancos e a parte externa da capela, que ganhou nova cor.

Conforme a assessoria de comunicação da Funalfa, a mudança do azul para um tom mais claro foi autorizada pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural (Comppac), já que a capela é um bem tombado pelo município. A arquiteta da Empav, responsável pelo projeto de revitalização, Bárbara Botelho, explica que a troca de se deu para que a capela retornasse às cores originais. "Em nossa pesquisa, chegamos à conclusão de que os tons camurça e areia seriam os que mais se aproximam do modelo inicial."

A outra etapa do projeto refere-se à fiação elétrica, que, segundo a Empav, está sendo substituída para ampliar a capacidade de iluminação no local. O Morro do Cristo vai contar com lâmpadas de vapor metálico de 250 watts. Antes, elas eram de vapor de sódio de 150 watts. Ao todo, são 23 luminárias, fora a iluminação da capela e da torre de TV. Na capela, já foram instalados 15 refletores de vapor metálico de 400 watts. Na torre, onde antes não havia refletores, são previstos quatro equipamentos da mesma potência.

As intervenções no Morro do Cristo foram iniciadas no último dia 5, e devem ser finalizadas até o aniversário da cidade, no dia 31 deste mês.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que alertas em cardápios e panfletos de festas sobre os riscos de dirigir sob efeito de álcool contribuem para reduzir o consumo de bebidas por motoristas?