Publicidade

09 de Abril de 2014 - 11:04

Por Tribuna

Compartilhar
 
Arma utilizada no crime também foi recupearda
Arma utilizada no crime também foi recupearda

Atualizada às 19h43

Uma mulher de 64 anos foi atingida por bala perdida durante tentativa de homicídio que deixou um jovem, 24, gravemente ferido, na manhã desta quarta-feira (9), na Avenida Juiz de Fora, na altura do Bairro Parque Guarani, Zona Nordeste. De acordo com informações da Polícia Militar, a aposentada caminhava pela via nas imediações de sua casa, quando foi alvejada de raspão na perna direita por um tiro de revólver calibre 22. O alvo do crime seria um rapaz que estava em uma oficina de motos na avenida e também foi baleado, inclusive no rosto. Ele foi socorrido e encaminhado para o Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus. Conforme o registro policial, o jovem foi internado em estado grave no Centro de Tratamento Intensivo (CTI). Já a mulher foi levada para o Hospital de Pronto Socorro (HPS), onde foi medicada e liberada. 

Com base nas características do atirador, que fugiu em uma moto, policiais da Rotam seguiram para a casa do suspeito, no Granjas Bethânia, na mesma região. O homem, 26, que trabalha como padeiro, estava escondido em um matagal próximo e recebeu voz de prisão em flagrante. O veículo usado no crime e o revólver calibre 22, com seis munições deflagradas, também foram apreendidos. O suspeito foi levado para a 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil. Ao ser questionado pelos militares, ele alegou que era ameaçado de morte constantemente pela vítima, com quem teria um desentendimento por causa de relações amorosas envolvendo uma mesma mulher. Ele afirmou ter sido ameaçado novamente na manhã de hoje, quando os dois envolvidos se encontraram na oficina. Em seguida, o homem buscou a arma, retornou ao local e descarregou o revólver na direção do jovem.

Apesar da violência da ação criminosa em plena luz do dia, que acabou ferindo uma pedestre inocente, o comandante da Rotam, sargento Marcos Aurélio de Almeida, considerou o fato isolado. "Até então essa região era tranquila. Essa vítima foi atingida por bala perdida, já que o tiro não foi direcionado a ela, mas o homem preso também vai responder pelo crime", explicou o policial da 4ª Companhia de Missões Especiais (CME). 

 
Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o subsídio do Governo vai alavancar a aviação regional?