Publicidade

27 de Fevereiro de 2014 - 19:12

Vendedora estava na garupa de uma motocicleta, próximo à Praça da Estação, quando foi ferida na nuca

Por Michele Meireles e Sandra Zanella

Compartilhar
 

Uma vendedora de 28 anos foi atingida por uma bala perdida quando estava na garupa de uma motocicleta, na noite de quarta-feira (26), no Centro. O caso aconteceu por volta das 21h30 na Rua João Pessoa de Rezende, próximo à Praça da Estação. A mulher contou à Polícia Militar que passava pelo local junto com o namorado, que conduzia o veículo, quando percebeu uma correria entre pessoas que aparentavam pertencer a gangues. Quando o motociclista reduziu a velocidade para parar no semáforo, a vítima ouviu um estampido e sentiu uma ardência na altura da nuca.

O condutor parou o veículo, e a carona constatou que havia uma perfuração no lado direito de seu capacete. Ela seguiu até a sede da 30ª Companhia da PM, no Centro, e foi socorrida ao Hospital de Pronto Socorro (HPS). Durante o atendimento médico, foi verificado que a mulher estava com uma luxação e escoriação na nuca. A PM realizou rastreamento na região na tentativa de localizar suspeitos, mas ninguém foi preso.

De acordo com comandante da 30ª Companhia, capitão Erivelton Soares, "tudo indica que a mulher foi baleada por membros de gangue. O fato aconteceu após um show, parte da programação do carnaval da cidade, que ocorria na Praça Antônio Carlos. Acreditamos que os suspeitos deixavam o evento, e os tiros foram efetuados quando os grupos rivais se encontraram na dispersão". O oficial ressaltou que o caso foi isolado e que está ocorrendo policiamento ostensivo e abordagens em todos os blocos carnavalescos.

Sobre a vulnerabilidade da área central, palco de embates entre grupos rivais de vários bairros, o comandante afirmou que a PM vem acompanhando essas gangues nas redes sociais e aumentou o número de policiais e de abordagens nas ruas centrais. "Quando estes jovens marcam os confrontos são surpreendidos pela PM, que chega ao local deles", finalizou. O caso foi registrado como lesão corporal e será investigado pela 7ª Delegacia de Polícia Civil.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Governo federal deve refinanciar as dívidas dos clubes de futebol?