Publicidade

25 de Junho de 2014 - 10:34

Por Tribuna

Compartilhar
 

Atualizada às 20h16

Uma mulher de 43 anos foi detida pela Polícia Militar, suspeita de usar um menino de 7 anos e uma menina, 11, para a prática de furtos na região central de Juiz de Fora. O caso foi registrado em uma loja, na Rua Halfeld, na noite da última terça-feira (24). A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar os crimes de tentativa de furto e corrupção de menores. De acordo com o boletim de ocorrência, o gerente da loja recebeu informações de que a suspeita já era conhecida por utilizar crianças para realizar furtos. Em função disso, ele passou a monitorar as atitudes do grupo por meio do circuito de segurança do estabelecimento. Em determinado momento, as imagens mostraram a menina apontando duas mochilas e um brinquedo para a mulher, que sinalizou para ela deixar uma das mochilas em um corredor. 

A suspeita e as duas crianças se dirigem para o setor de trocas, no interior da loja. Neste momento, as imagens mostram a mulher folheando uma revista por algum tempo. Em seguida, ela, o menino e a menina saem da loja sem efetuar o pagamento de um brinquedo e de uma mochila que foram levados. O gerente relatou que, após o furto, ele e um segurança foram para a parte externa do estabelecimento e passaram a acompanhá-las de certa distância. Ainda conforme o gerente, ao perceber que estava sendo acompanhada, a mulher mandou as crianças saírem de perto dela e se dirigirem à Praça da Estação. O homem chamou os menores de idade e  pediu que devolvessem os produtos, enquanto o segurança foi atrás da suspeita e a levou para junto do gerente. A mulher negou que estava na companhia das crianças, mas o gerente afirmou tê-las visto dentro da loja. A suspeita então confirmou, mas disse que não viu que elas pegaram os produtos. 

Quando todos retornaram à loja, a mulher passou a agredir a criança mais velha e ainda deu um empurrão, fazendo ela cair no chão. Diante disso, o gerente acionou a PM, que conduziu a mulher e as crianças para  delegacia de Santa Terezinha. O Conselho Tutelar acompanhou a ocorrência. De acordo com o delegado Leonardo Bueno, que vai investigar o caso, a suspeita prestou depoimento e foi liberada. Ele informou que iria solicitar as imagens da loja para verificar se a mulher realmente induziu as crianças ao furto.  

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o resultado do PIB nos dois últimos trimestres vai interferir no resultado das eleições?