Publicidade

26 de Dezembro de 2013 - 09:36

Até as 9h desta quinta (26), a Defesa Civil registrou 92 ocorrências. Região mais afetada foi a Norte

Por Tribuna

Compartilhar
 
Deslizamento de terra atingiu três casas
Deslizamento de terra atingiu três casas

Atualizada às 17h50

Uma mulher de 53 anos morreu e outra, 50, ficou ferida depois do desabamento de três casas, no Bairro Jardim Natal, no final da tarde dessa quarta-feira (25). Durante a chuva forte registrada na cidade, o deslizamento de terra em uma encosta atingiu as moradias, na Rua Miguel Marcos Perez. Maria da Conceição Aparecida do Nascimento estava na casa dela e ficou soterrada. Seu corpo foi localizado quase seis horas depois pela equipe do Corpo de Bombeiros. Uma outra mulher, 50, que estava em outro imóvel também foi atingida, mas foi salva, apresentando ferimentos leves. Ela foi encaminhada ao Hospital de Pronto Socorro (HPS). De acordo com a assessoria da Secretaria de Saúde, ela permanece internada na observação feminina, orientada, aguardando avaliação da cirurgia de tórax. Veja como era e como ficou a área atingida pelo deslizamento de terra.

De acordo com o subsecretário de Defesa Civil, Márcio Deotti, foi uma sequência de casas atingidas após o deslizamento. "A primeira (casa) que ficava mais acima, caiu sobre a segunda, vindo a atingir a terceira casa localizada mais abaixo. A primeira estava vazia, na segunda havia uma mulher que foi resgatada sem risco de morte, e a terceira é onde as buscas acontecem, pois havia a expectativa de a moradora estar dentro de casa", relatou Deotti, no momento em que a procura pela vítima tinha se iniciado. A energia elétrica ao redor das casas atingidas foi cortada pela Cemig, a fim de garantir a segurança dos bombeiros, uma vez que fios da rede elétrica se misturavam aos escombros. O laudo da Defesa Civil que vai apontar as causa do deslizamento ainda não foi concluído.

"De imediato, avisamos aos vizinhos que desocupassem suas casas, houve resistência, mas a gente convenceu as pessoas, pois vinha mais chuva e já estava anoitecendo e precisávamos fazer uma avaliação mais criteriosa, por isso pedimos que as pessoas deixassem suas casas, para amanhã (hoje), um engenheiro pudesse vir ao local e fazer uma avaliação mais minuciosa. Mas, aparentemente, as outras residências não estão correndo risco", afirmou o subsecretário. 

Ocorrências

A Defesa Civil registrou, entre as 17h desta quarta-feira e as 9 horas desta quinta-feira, 92 ocorrências. Destas, 26 foram na região Norte; 19 na Leste; 18 na Sul; 12 na Sudeste; nove na Nordeste; sete no Centro e uma na Oeste. Por tipos, os mais chamados foram escorregamento de talude, com 33 ocorrências; ameaça de escorregamento de talude, com 27; e orientação técnica preventiva, com sete.

 
Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você pretende substituir o ovo de Páscoa por outros produtos em função do preço?