Publicidade

15 de Abril de 2014 - 07:00

Por Tribuna

Compartilhar
 
Novas barras de ferro foram instaladas nas laterais da passarela
Novas barras de ferro foram instaladas nas laterais da passarela

Deve ser concluída nesta terça-feira (15) a vedação da passagem de nível do Bairro Jóquei Clube II, na Zona Norte. No local, está sendo implantado um muro de concreto com tela galvanizada, que irá isolar definitivamente o acesso que era utilizado pelos pedestres para chegar à linha férrea. Além disso, foram instaladas novas barras de ferro nas laterais da passarela. Segundo a assessoria da MRS Logística, concessionária que administra a malha Sudeste, o investimento total foi de R$ 865 mil.

Alguns moradores do bairro reclamam da extensão da passarela, mas, de acordo com a MRS, as estruturas seguem padrões técnicos de acessibilidade. O trajeto é maior, devido à inclinação suave que facilita, por exemplo, o acesso de cadeirantes. Também há questionamentos quanto à facilitação da ação de criminosos. "Passar por cima em certas horas é até pior. Dando essa volta toda, a pessoa corre o risco de ser assaltada", avalia uma moradora que prefere não se identificar. Segundo a assessoria da concessionária, haverá iluminação em toda a extensão, o que deve aumentar a segurança.

"A passarela realmente é útil quando está passando trem. Fora isso, não tem razão", comenta outra moradora da área. Já a MRS Logística argumenta que o método de vedação é fundamental, pois Juiz de Fora tem registrado um elevado número de incidentes nas passagens em nível. Só neste ano, foram três mortes nos trilhos, nos bairros Retiro, Democrata e Araújo. "Se conseguirmos vedar toda a malha, o risco de atropelamento será igual a zero, porque não haverá pedestres cruzando a linha", afirma o gerente de engenharia de via, Luis Renato Cardoso de Azevedo.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que os resultados do programa "Olho vivo" vão inibir crimes nos locais onde estão as câmeras?