Publicidade

17 de Maio de 2014 - 07:00

Suspeita é de que motorista tenha passado mal; houve pânico entre os 20 passageiros que estavam no coletivo

Por Tribuna

Compartilhar
 
Coletivo levava 20 passageiros na hora do acidente
Coletivo levava 20 passageiros na hora do acidente
Policiais tiveram que retirar poste caído sobre a rua
Policiais tiveram que retirar poste caído sobre a rua
Corpo de Bombeiros e Samu socorreram as vítimas
Corpo de Bombeiros e Samu socorreram as vítimas

Cinco passageiros e o motorista da linha 102-Grama, da Viação Santa Luzia, ficaram feridos após o ônibus em que estavam bater de frente em um poste e no muro de um prédio, na tarde desta sexta-feira (16), na Rua Paracatu, na altura do número 1.581, no Bairro Bandeirantes, Zona Nordeste. O acidente aconteceu por volta das 16h e deixou o trânsito interrompido nos dois sentidos da via. A suspeita é de que o condutor tenha se sentido mal. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, 20 passageiros estavam no coletivo no momento da colisão. Houve pânico entre eles já que as portas ficaram travadas. Moradores da região também se assustaram com a batida e chamaram atenção para o risco frequente de acidentes na via, que tem grande fluxo de veículos e dá acesso à rodovia MG-353 e a outros bairros da região. Como o trecho é íngreme, o perigo se torna ainda maior.

Com o choque, o poste se partiu e atingiu o veículo, arrebentando a fiação de energia elétrica. Uma das vítimas, Shirlei Leandro da Silva Horta, 41 anos, afirmou que o condutor seguia em baixa velocidade. Ela se feriu no rosto e nas pernas. "Foi horrível, muita gritaria e pânico. Só vi o motorista caído no chão, e nós ficamos trancados por cerca de cinco minutos", contou.

O Samu e as ambulâncias dos Bombeiros encaminharam as vítimas para o Hospital de Pronto Socorro (HPS) e para o Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus (HMTJ). Segundo os Bombeiros, as vítimas tiveram lesões leves, mas, até o final da noite de sexta, os tipos de ferimentos e as identidades dos passageiros não haviam sido confirmados. Por causa da batida, houve engarrafamentos na área, onde a Polícia Militar dava orientações, inclusive desviando o tráfego para outras ruas do Bandeirantes.

O diretor da Viação Santa Luzia, Euler Duarte, informou que o motorista, cujo nome e idade não foram divulgados, havia passado por exame médico de rotina recentemente e que estava bem. "Ele é um excelente profissional, nunca tivemos problema com ele. A equipe técnica da empresa está apurando as causas do acidente. Por enquanto, não posso afirmar nada", comentou, acrescentando que a viação está dando apoio ao funcionário ferido e aos passageiros. Segundo ele, o condutor foi levado para o HPS e não teve ferimentos, mas estava em estado de choque.

A perícia da Polícia Civil também esteve no local para realizar os levantamentos de praxe. De acordo com a Cemig, 54 residências do entorno ficaram sem luz. A Cemig realizou a substituição do poste, e a previsão era que a energia fosse restabelecida na noite desta sexta.

 

Reivindicações

Moradores do entorno cobram a instalação de quebra-molas e radares na via. "Estava em casa na hora, foi um estrondo. Moro aqui há 12 anos e já me cansei de ver gente se acidentar. Nem lugar para travessia de pedestres tem", disse a dona de casa Dalva Lúcia. Outra dona de casa Silvânia Pires afirmou que tem medo de trafegar a pé pela região. "São tantos abusos dos condutores que temo andar por aqui e ser atropelada, mesmo estando na calçada. Atravessar aqui, então, é uma missão difícil."

Um comerciante, que pediu para não ter o nome divulgado, contou que é comum ver carros em alta velocidade na área. "Enquanto não tiver radar aqui, continuaremos a ver cenas como esta. Hoje o motorista estava devagar, imagina se estivesse correndo, como a maioria."

Outro problema é que a via recebe um tráfego intenso de caminhões. Dados da Settra, divulgados em maio passado, revelam que quase 800 caminhões circulam diariamente na Rua Paracatu, em direção à MG-353. Uma das alternativas para diminuir o fluxo de veículos na região, é a construção de um novo traçado, entre o município de Coronel Pacheco e a BR-040, na altura do Bairro Barreira do Triunfo, Zona Norte. A obra está sendo executada pelo Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG).

Galeria de Imagens

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que alertas em cardápios e panfletos de festas sobre os riscos de dirigir sob efeito de álcool contribuem para reduzir o consumo de bebidas por motoristas?