Publicidade

13 de Maio de 2014 - 18:43

Por Tribuna

Compartilhar
 

Três estabelecimentos comerciais foram alvos de bandidos, na noite da última segunda-feira (12), num intervalo de três horas. Em um deles, o bandido conseguiu fugir, levando R$ 32 mil da loja. Em outro, o ladrão roubou mais de R$ 12 mil. No primeiro caso, o proprietário de um estabelecimento de informática, no Bairro Santa Luzia, na Zona Sul, foi ameaçado de morte com uma arma de fogo. A vítima de 31 anos relatou à Polícia Militar que, por volta das 20h30, encontrava-se no interior da loja, na Rua Porto das Flores, quando um homem desconhecido, usando blusa preta, entrou no local com um revólver em punho. O ladrão anunciou o roubo e exigiu que a vítima entregasse todo o dinheiro que possuía. O proprietário alegou que não tinha, e o ladrão colocou a arma na cabeça da vítima, dizendo que sabia que ela havia sacado R$ 32 mil em dinheiro mais cedo, em uma agência bancária no Bairro Cascatinha, também na Zona Sul.

O bandido ameaçou, afirmando que, se a vítima não entregasse todo o dinheiro, iria matá-la. O dono foi obrigado a passar toda a quantia retirada no banco. Em seguida, o criminoso fugiu, tomando rumo desconhecido, levando ainda o HD do computador, onde se encontrava a filmagem do circuito interno de segurança da loja, que teria gravado toda a ação criminosa. O proprietário contou aos policiais que nunca tinha visto o autor do roubo e que não sabia como ele tinha conhecimento do saque que havia feito, naquele dia, por volta das 15h.

Foi realizado um rastreamento a fim de localizar o bandido, mas nenhum suspeito foi localizado. O caso foi encaminhado para delegacia de Polícia Civil para investigação.

Na mesma noite, mais de R$ 12 mil foram roubados durante um assalto a uma academia de ginástica no Bairro Manoel Honório, Zona Leste. Duas vítimas, 27 e 28 anos, contaram que foram rendidas por um bandido armado, o qual entrou enquanto as mulheres se preparavam para fechar o estabelecimento, por volta das 22h. Conforme o boletim de ocorrência, o suspeito roubou o dinheiro, que estava dividido em uma pasta de plástico, um envelope e uma carteira, além de outros objetos. Em seguida, ele teria embarcado na carona de uma moto com um comparsa que dava cobertura à ação. A PM realizou rastreamento, mas ninguém foi preso.

Já no Ladeira, região Sudeste, por volta das 19h30, uma loja de vidro também foi assaltada. Conforme o boletim de ocorrência, o proprietário do estabelecimento, 42, relatou que, enquanto fechava a loja, um homem desconhecido aproximou-se e pediu para beber água. Ele recebeu a autorização para entrar no local e, logo em seguida, outro homem surgiu, com uma arma de fogo, anunciando o assalto. Nesse momento, além do dono, havia mais duas pessoas no estabelecimento, uma delas era uma criança de 10 anos.

Todos foram obrigados a ir para o fundo da loja e deitar no chão. O primeiro homem também sacou um revólver. A porta do estabelecimento foi fechada pela dupla. Um funcionário que já estava do lado de fora, ao perceber que as portas foram abaixadas, tentou erguê-las, e um dos bandidos tentou puxá-lo para dentro. Neste instante, segundo as vítimas, um dos ladrões começou a gritar, como que para avisar ao outro que tinham sido descobertos. Assim, eles fugiram sem nada levar. A PM foi acionada e realizou rastreamento pelas imediações, mas nenhum suspeito foi encontrado. O circuito de segurança do local gravou a ação dos bandidos, mas, devido à má qualidade das imagens, não foi possível identificar os autores.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a retirada das pinturas de Lucio Rodrigues dos pontos de ônibus?