Publicidade

23 de Janeiro de 2014 - 07:00

Por Nathália Carvalho

Compartilhar
 
Decreto da PJF autoriza embarque e desembarque
Decreto da PJF autoriza embarque e desembarque

A Prefeitura de Juiz de Fora autorizou, por meio do Decreto 11.815, que ônibus interestaduais façam paradas de embarque e desembarque em um ponto próximo ao Shopping Independência (na rotatória), Zona Sul. O documento, publicado na terça-feira, permite a mudança de itinerário de linhas que realizam o trajeto entre Juiz de Fora e cidades do Estado do Rio de Janeiro, no período das 20h às 7h. Contudo, a mudança não é imediata. Segundo a Settra, a regularização do espaço como parada depende ainda de autorização da Agência Nacional de Transporte Terrestres (ANTT). "A Prefeitura está dando o primeiro passo para viabilizar o local como parada", explica o titular da Settra, Rodrigo Tortoriello.

Entre 2011 e 2012, coletivos da Util que chegavam à cidade faziam desembarque de passageiros no ponto do shopping, apesar de o local ter sido autorizado somente para a realização de paradas para lanches. Diante da inadequação, a ANTT proibiu o uso do ponto. Em 2013, segundo Tortoriello, houve interesse em regularizar a situação. "Primeiro, era necessário colocar o shopping como rota dos ônibus. Estamos criando as condições para o caso de a ANTT autorizar o uso da parada. Não temos garantia que a permissão será dada, e a formalização completa do processo depende deles (ANTT)", explicou. A nova rota não é obrigatória e, segundo o secretário, depende do interesse de cada empresa de ônibus. A medida poderia beneficiar usuários vindos das cidades de Rio de Janeiro, Niterói, Petrópolis, Além Paraíba, Barra Mansa, Volta Redonda e Valença. Atualmente, no período noturno, os ônibus estão autorizados a realizar paradas apenas na Praça da Estação, além do Terminal Rodoviário Miguel Mansur. Em novembro de 2012, a ANTT autorizou que linhas do Rio de Janeiro, Três Rios e Paraíba do Sul realizassem paradas no terminal da Praça da Estação, localizado no Solar Center, na Avenida Brasil. A medida, que considera o ponto como um terminal adicional, beneficia as empresas Util e Progresso.

 

Mudança

Ainda segundo a Settra, a Util, que possui um ponto já montado no shopping, está buscando a autorização do órgão federal para voltar a parar no local. As outras empresas, caso tenham interesse, também precisarão de tal permissão. "A Util já tem um local com as condições de receber os passageiros, e as outras empresas poderão alugá-lo ou montar seu próprio espaço", disse Tortoriello.

Entre terça e quarta-feira, a Tribuna entrou em contato com as empresas responsáveis, mas a única resposta foi da Viação Progresso, que realiza o transporte de passageiros para Além Paraíba, Barra Mansa e Volta Redonda. A gerência comercial informou que a situação será avaliada. A reportagem conseguiu contato com a gerência comercial da Util, no Rio de Janeiro, que faz os trajetos para o Rio e Niterói, mas não houve retorno às ligações. Os responsáveis da Única-Fácil, que realiza o transporte para Petrópolis, e da Frotanobre, que faz a linha até Valença, não foram localizados por telefone.

Por meio de assessoria, a ANTT explicou que os municípios possuem a competência de determinar as ruas pelas quais os ônibus do transporte interestadual poderão passar e quais locais são autorizados como terminal. Contudo, o órgão lembrou a necessidade de as empresas obterem autorização prévia da agência, conforme a Resolução 764/2004.

Ainda segundo a Settra, a utilização da parada no shopping é reivindicação antiga dos usuários dos ônibus. "Como eu moro ao lado do shopping, será ótima a mudança. Nunca parei na Praça da Estação porque acho perigoso, e a rodoviária é muito longe da minha casa. Com isso, acabo gastando muito com táxi", comenta Saul Vieira, 24, que estuda em Niterói e vem com frequência a Juiz de Fora. Outra usuária que vai semanalmente ao Rio tem dúvidas sobre o benefício da parada, que vai mudar o itinerário do ônibus e atrasar ainda mais a chegada ao Centro e à rodoviária.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o subsídio do Governo vai alavancar a aviação regional?