Publicidade

03 de Dezembro de 2013 - 12:15

Por Tribuna

Compartilhar
 
Dois quartos do imóvel em Santa Luzia foram danificados
Dois quartos do imóvel em Santa Luzia foram danificados
No Centro, homem que passava debaixo de marquise conseguiu escapar de reboco que caiu na São João
No Centro, homem que passava debaixo de marquise conseguiu escapar de reboco que caiu na São João

Atualizada às 18h46

Um bebê de 1 ano e 10 meses sofreu ferimentos leves após o deslizamento de um barranco na Rua Orlanda Fortini Arcuri, Bairro Santa Luzia, Zona Sul, por volta das 20h de segunda-feira (2). Após a queda do talude, uma das paredes da casa, de quatro cômodos, onde a menina estava, foi atingida e se partiu. Dois quartos foram danificados, entre eles, aquele onde estava o berço da criança, que não foi atingido. No entanto, os resquícios da queda da estrutura provocaram escoriações no bebê, que teve a testa e o braço machucados. Ela foi levada para o HPS por uma unidade do Resgate, sendo medicada e liberada ainda durante a noite. O imóvel foi interditado pela Defesa Civil.

No momento do acidente, além do bebê, estava na cozinha da casa uma mulher que cuidava da criança, que não se feriu. O pai, carpinteiro, havia saído. De acordo com o cunhado da vítima, o eletricista Marcos Antônio de Araújo, 32 anos, a queda do talude teria começado no mesmo local onde estava o hidrômetro do imóvel.

De segunda-feira até as 8h50 desta terça, a Defesa Civil registrou 123 ocorrências em Juiz de Fora

Susto no Centro

Parte do reboco da marquise do prédio 225, onde se encontra a galeria Ana Delmonte, localizada na Rua São João Nepomuceno, no Centro de Juiz de Fora, caiu por volta das 14h30 desta terça-feira (3). De acordo com o policial militar que atendeu a ocorrência, soldado Gilson dos Santos Júnior, populares informaram que um homem havia sido atingido nas costas. "Mas quando eu cheguei ao local, não havia vítimas", conta. A secretária Beatriz Gregório da Silva viu o reboco caindo e relatou que realmente havia uma pessoa passando no momento do incidente, mas que o homem conseguiu se desviar a tempo, não sendo atingido.

O local foi isolado pela Polícia Militar e Defesa Civil. De acordo com a assessoria da Defesa Civil, parte do reboco caiu porque o prédio é antigo. Contudo, as chuvas dos últimos dias complicaram a situação. A Secretaria de Atividades Urbanas foi ao local identificar o proprietário, que será notificado para tomar as medidas cabíveis.

Desde o início do mês passado, engenheiros da Defesa Civil fazem uma varredura no Centro para verificar situações de risco, incluindo conservação das marquises

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?