Publicidade

06 de Janeiro de 2014 - 19:48

Por Tribuna

Compartilhar
 
Reforma mais ampla está em estudo para o local
Reforma mais ampla está em estudo para o local

Um abaixo-assinado com 2.200 nomes organizado por moradores e comerciantes do entorno do Parque Halfeld foi entregue à Prefeitura, cobrando a moralização, conservação e manutenção da área, que é tombada pelo patrimônio municipal. Além de ter sido encaminhado ao prefeito Bruno Siqueira (PMDB), o ofício teve cópias destinadas às direções da Funalfa e da Câmara Municipal. Ao mesmo tempo em que acontece essa mobilização popular pelo parque, um projeto de reforma total do espaço está sendo elaborado pela Administração Municipal. Enquanto o plano não é colocado em prática, a Funalfa anunciou medidas emergenciais para a área.

Entre as propostas a serem implantadas imediatamente estão o reforço da iluminação com a retirada dos pontos de sombra, melhorando a segurança, além do fechamento com blindex do quiosque onde a Guarda Municipal está instalada e a melhora do atendimento no banheiro público. De acordo com o superintendente da Funalfa, Toninho Dutra, as medidas são necessárias enquanto o projeto da reforma é desenvolvido. "O projeto compreende todos os aspectos do parque. Quesitos como calçada, acessibilidade, bancos, mesas de jogos, iluminação definitiva, paisagismo e os bens tombados, tudo está sendo considerado. Estamos estudando cada item a fim de tornar o parque acessível e com acessibilidade. Queremos melhorar a convivência e o uso do espaço."

Segundo Toninho, durante este ano, o projeto passará pelas etapas de elaboração, tramitação e aprovação. "Vamos finalizá-lo e submetê-los ao Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural (Comppac) e à Secretaria de Meio Ambiente. Aí teremos condições de ter um projeto definitivo que será executado parcialmente com recursos da própria Prefeitura e com verbas que estão sendo captadas no Governo federal." Toninho ressalta, ainda, que algumas melhorias já foram feitas, como o assentamento de pedras portuguesas e a retirada das antigas pérgulas que foram substituídas por barracas provisórias.

Agentes de segurança que atuam no espaço consideram positivas as medidas anunciadas. "O reforço na iluminação vai trazer uma segurança maior aos transeuntes", revela a secretária de Administração e Recursos Humanos e comandante da Guarda Municipal, Andréia Goreske. A Guarda trabalha em três turnos das 8h às 21h, com três agentes e o apoio de outro que fica no Espaço Cidadão, no prédio do Paço Municipal.

Para o comandante da 30ª Companhia da PM, responsável pelo policiamento do Centro, capitão Marcelo Monteiro de Castro, as ações previstas tendem a organizar melhor o espaço. "O ambiente mais limpo, organizado e iluminado permite mais segurança ao cidadão. Além disso, melhora as condições de visibilidade nos trabalhos de policiamento."

 

Comunidade

Quanto ao abaixo-assinado, a ação foi iniciativa de uma comissão informal indignada com a situação da área. "O documento mostra que parte da população está insatisfeita e pede melhorias para um espaço, que, além de ser um cartão postal da cidade, é frequentado por muitas pessoas", explica a representante da comissão e funcionária pública Maria de Fátima Zamagno Ribeiro, 56 anos. A representante da comissão mora no entorno do parque há 32 anos e já presenciou inúmeras situações de descaso e falta de segurança. Por esse motivo, hoje evita passar pelo logradouro à noite.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?