Publicidade

02 de Junho de 2014 - 17:45

Por Tribuna

Compartilhar
 

Sete pessoas foram presas e um adolescente apreendido por envolvimento com o tráfico de drogas, entre sexta-feira e o último domingo (1º). As ações policiais ocorreram nas zonas Sul e Leste e também resultaram na retirada de circulação de entorpecentes. Na madrugada de domingo, duas mulheres, 38 e 48 anos, e um jovem, 18, foram flagrados em uma chopada, numa residência na Avenida Santa Luzia, no bairro de mesmo nome, na região Sul. De acordo com o boletim de ocorrência da PM, durante operação da Força Tática de Impacto foi recebida a denúncia de que, no local, além do uso de bebida alcoólica por adolescentes, havia pessoas realizando a venda de drogas e portando arma de fogo. A equipe policial se dirigiu ao endereço e lá constatou a presença de adolescentes bebendo e deu início a buscas pessoais.

Com uma mulher, foi encontrado R$ 325. Ela alegou que a quantia lhe foi repassada por um homem, que teria percebido a presença da PM no evento. A mulher afirmou também que desconhecia a origem do dinheiro. Durante varredura na casa, foram recolhidos 99 papelotes de cocaína, dois tabletes de maconha, 22 buchas da mesma substância, dois canivetes e 21 frascos de "cheirinho da loló". Com a localização da droga, uma mulher de 48 anos, que seria a dona da casa, uma outra, 38, que seria a responsável pelo evento, e um rapaz, que disse ser proprietário de parte do material recolhido, foram presos e conduzidos à delegacia, onde tiveram os flagrantes confirmados, sendo levados para uma unidade prisional.

No domingo, no período da tarde, uma mulher, 43, e um jovem, 18, também acabaram presos pelo mesmo motivo, na Vila Alpina, na Zona Leste. A Rotam fazia patrulhamento, quando recebeu informações sobre a presença de pessoas embalando drogas em uma casa na Rua Eurico Viana. Ao verificar a denúncia, a proprietária do imóvel permitiu que os policiais fizessem uma busca e lá encontraram o jovem. Quando percebeu a presença dos militares, correu para os fundos da casa. Depois, os policiais encontraram com ele apenas um celular. Numa busca em toda a residência, a PM descobriu uma balança de precisão, material para embalo de entorpecente, uma faca utilizada para separar droga, duas barras de cocaína e 44 papelotes da mesma substância prontas para venda.

Em um campo de futebol, no mesmo bairro, os policiais encontram uma sacola enterrada em uma valeta, com um revólver calibre 38, 65 pedras de crack e mais sete invólucros de cocaína e cinco munições de calibre 38. Todo o material teria sido escondido pelo homem flagrado na casa. Ele e a mulher foram levados para a delegacia e autuados por tráfico de drogas. Ambos foram conduzidos para unidades prisionais.

Noite de sábado

No Bairro Santa Luzia, no último sábado, dois homens, 18 e 21 anos, também foram presos depois de terem sido flagrados com uma balança de pesar entorpecente. O caso foi registrado às 23h, na Rua Ibitiguaia. Durante uma batida policial, a PM se deparou com a dupla. Os suspeitos tentaram fugir. Com o mais velho, os policiais localizaram a balança; e, com o outro, R$ 323. Eles foram levados para a delegacia e, de lá, para o Ceresp. Já na Vila Alpina, na Rua Luiza dos Santos Carriço interseção com a Rua Joaquim Gonçalves Ledo, um adolescente, 15, foi apreendido em uma batida policial da Força Tática de Impacto. Ele foi flagrado com 53 papelotes de cocaína e 30 pedras de crack. O adolescente contou à PM que a droga era de propriedade de dois homens e que ele fazia a venda do material em uma escadaria ali perto. O suspeito estava com R$ 221, e a droga estava em um matagal. O adolescente afirmou que vendia o papelote de cocaína por R$ 30 e as pedras de crack por R$ 5. Segundo ele, seu turno de trabalho teria começado às 18h e terminaria às 6h do dia seguinte. Ele alegou que recebia R$ 400 por semana para vender os entorpecentes.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a retirada das pinturas de Lucio Rodrigues dos pontos de ônibus?