Publicidade

08 de Dezembro de 2013 - 07:00

Ação aconteceu nos bairros São Mateus e Alto dos Passos, onde oito pessoas foram detidas

Por Michele Meireles

Compartilhar
 

As polícias Militar e Civil deflagraram, na noite de sexta-feira, uma operação para combater a atividade dos flanelinhas nos bairros São Mateus e Alto dos Passos, na Zona Sul da cidade. Em cerca de duas horas, oito pessoas foram detidas abordando motoristas que estacionavam seus carros para cobrar pela vigilância dos veículos. De acordo com o comandante da 32ª Companhia da PM, capitão Ricardo Schaffer, a ação aconteceu depois de uma determinação do Ministério Público (MP). Agentes da 1ª Delegacia Distrital da Polícia Civil apoiaram os trabalhos. "Um ofício, assinado por todos os promotores da cidade, foi encaminhado para nós, pedindo providências em relação ao exercício ilegal da atividade de flanelinha."

Segundo ele, a ação teve início por volta das 20h e terminou à 1h. Seis policiais foram empenhados em três viaturas. Quatro flagrantes foram feitos entre 20h40 e 22h40. O primeiro aconteceu na Rua Manoel Bernardino, no São Mateus, quando dois jovens, de 25 e 19 anos, foram pegos abordando um condutor. Com eles, os policiais apreenderam um cigarro de maconha e R$12. Uma hora mais tarde, outros dois homens, 25 e 29 anos, foram flagrados tentando cobrar para vigiar carros na esquina das ruas Coronel Pacheco e São Mateus. De acordo com a PM, eles estavam com um cachimbo para uso de crack e R$ 2,75.

Já no Alto dos Passos, na Rua Machado Sobrinho, às 22h41, três homens, 22, 23 e 43 anos, foram presos depois de abordarem populares e cobrarem deles para estacionarem na via pública. Cerca de cinco minutos depois, um jovem, 25, também foi detido desempenhando a função de flanelinha na Rua Dona Zely Alves. Ele estava com um cachimbo para possível uso de crack. Todos os suspeitos foram levados para a 1ª Delegacia de Polícia Civil, no Bairro São Mateus, onde assinaram termo circunstanciado de ocorrência (TCO) e foram liberados.

O comandante da 32ª Companhia da PM afirmou que o saldo da ação foi positivo e que manobras como esta continuarão a acontecer na cidade, principalmente nas áreas onde há concentração de bares e casas noturnas. Em setembro deste ano, a Tribuna já havia denunciado a situação dos flanelinhas. A reportagem apurou que eles chegam a arranhar carros de pessoas que se recusam a pagar e estariam cobrando preços fixos.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você participa das celebrações da Semana Santa?