Publicidade

20 de Dezembro de 2013 - 07:00

Ações com radares e etilômetros serão redobradas a partir desta sexta-feira, quando é esperado maior fluxo de veículos

Por Eduardo Valente

Compartilhar
 
Tenente Jader orienta condutores a obedecerem as características dos traçados das vias
Tenente Jader orienta condutores a obedecerem as características dos traçados das vias
Fantoches são usados em escolas para ensinar dicas de prevenção no trânsito
Fantoches são usados em escolas para ensinar dicas de prevenção no trânsito

As polícias rodoviárias Estadual e Federal iniciam nesta sexta-feira (20) as operações preventivas nas estradas da região visando os próximos feriados. Conforme as duas corporações, as atividades se estendem por todo o período de férias e só terminam após o carnaval. Com o Natal na próxima quarta-feira, a previsão é que o movimento nas rodovias cresça a partir desta sexta, mas com fluxo intenso também podendo ser observado em outros dias, e principalmente na terça-feira. Já o retorno deverá ser diluído, porque há aqueles que voltam para seus lares quarta, enquanto outros emendam com as festividades de Réveillon. Uma iniciativa comum entre as duas polícias está na intensificação do uso de etilômetros e radares portáteis, com objetivo de reduzir o número de acidentes, principalmente aqueles com vítimas.

A malha estadual da região é de responsabilidade da 4ª Companhia Independente de Meio Ambiente e Trânsito Rodoviário (4ª Cia. Ind. Mat.). De acordo com o tenente-coronel Renato Preste, comandante na companhia, a principal aposta para reduzir o número de ocorrências está no trabalho preventivo, realizado ao longo do ano. "Em 2013 criamos a Patrulha de Prevenção de Acidente Rodoviário, formada por militares com formação específica e experiência em atendimento comunitário. Esta equipe faz palestras educativas e ensina sobre legislação de trânsito, principalmente em áreas urbanas cortadas por rodovias onde há escolas." Dados da companhia demonstram que atividades como essa estão resultando em redução no número de óbitos em decorrência dos acidentes. Entre janeiro e novembro de 2012, foram 16 registros, enquanto em 2013, no mesmo período, sete. "Nossa metodologia visa a reduzir este índice a zero."

Sobre as semanas do Natal e Ano-Novo, o tenente Jader Augusto, comandante do Pelotão de Trânsito Rodoviário, garantiu a intensificação das abordagens com etilômetros e radares móveis. Estes dispositivos, segundo ele, estarão espalhados por toda a área de competência da rodovia. Esta malha é formada pelas MG-133 (entre Coronel Pacheco e Rio Pomba), MG-353 (Juiz de Fora a Guarani), LMG-874 (Juiz de Fora a Simão Pereira) e MG-126 (entre Rio Novo e Mar de Espanha), além de estradas vicinais. Ele orientou que os condutores tenham atenção com características dos traçados, principalmente em locais com muitas curvas. Para evitar acidentes, a companhia irá colocar viaturas paradas em áreas estratégicas, de forma a coibir o excesso de velocidade. "Também é importante adotar cuidados com chuvas. Nestes casos, o motorista deve reduzir a velocidade, trafegar com faróis acesos e aumentar a distância entre os automóveis", informou Jader. Já Preste reforça o alerta contra as ultrapassagens proibidas. "As estradas foram estudadas e planejadas por engenheiros, com base em cálculos. Se a placa indica que a ultrapassagem não é segura, é porque estudos mostraram isso."

O sargento Julio César de Almeida, da Patrulha de Prevenção de Acidente, orienta ainda que, a cada duas horas, o condutor pare um pouco, além de não iniciar uma viagem se estiver cansado. "De forma alguma faça uso de bebida alcoólica. Durante as abordagens, os motoristas serão convidados a fazer o teste do etilômetro. Se houver recusa, serão aplicadas medidas previstas na legislação: apreensão da carteira e multa de R$ 1.915,40. O veículo será entregue a um condutor habilitado."

 

Malha federal

A operação iniciada nesta sexta pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi intitulada de "Rodovida" e se estende por todo o estado no período de férias. De acordo com o inspetor Flávio Loures, os radares portáteis estarão em pontos estratégicos da BR-040 e da BR-267, de competências da delegacia local. Outro foco de fiscalização está em evitar a associação de álcool e volante e ultrapassagens indevidas. "Dependemos muito da ação dos usuários nas estradas."

Segundo ele, os pontos críticos estão na BR-267, entre os km 119 e 129 (altura de Igrejinha), no km 82 (acesso para Chácara), além do km 64 (Bicas), que são segmentos recordistas de acidentes devido a várias razões, como excesso de velocidade e ultrapassagem irregular. O mesmo ocorre na BR-040, com atenção especial entre os kms 784 e 780 (trevos de acesso ao Bairro Nova Era e ao distrito de Igrejinha), além de todo o trecho de Ewbank da Câmara e Santos Dumont, por ter traçado simples e sinuoso. Fato semelhante é observado na altura de Congonhas, onde também há tráfego intenso de veículos pesados.

Levantamento divulgado nesta quinta-feira pelo Governo federal mostra que alguns trechos da BR-040 estão entre os cem mais perigosos do Brasil. Estão nesta lista os pontos na altura da Baixada Fluminense e na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?