Publicidade

27 de Janeiro de 2014 - 09:49

Vandir Domingos foi surpreendido por homem quando pegava o carro na Rua Marechal. Câmeras de segurança filmaram o assassinato

Por Tribuna

Compartilhar
 
Samu tentou reanimar vítima por cerca de 30 minutos
Samu tentou reanimar vítima por cerca de 30 minutos
Populares acompanham os trabalhos policiais do lado de fora
Populares acompanham os trabalhos policiais do lado de fora

Atualizada às 14h19

O presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Juiz de Fora (CDL/JF), Vandir Domingos, 63 anos, foi assassinado dentro de um estacionamento na Rua Marechal Deodoro, no Centro, por volta das 9h desta segunda-feira (27). De acordo com o tenente da PM Fábio Zamblute, que trabalhou na ocorrência, as câmeras do circuito interno de monitoramento mostram que um suspeito surpreendeu Vandir quando ele buscava o carro no local. O bandido teria tirado uma arma de dentro da mochila e atirado quatro vezes na região abdominal e uma na nuca. O número de disparos que atingiram a vítima ainda será analisado com mais cautela durante a necropsia, de acordo com o delegado Armando Avolio Neto.

O delegado chefe do 4º Departamento de Polícia Civil, Rogério de Melo Franco Assis Araújo, que esteve no local, disse que também houve luta corporal e, antes de ser alvejado, Vandir teria sido agredido com um chuço, uma arma artesanal, na região do pescoço. Entretanto, foram os tiros que teriam provocado a morte. O Samu foi acionado e tentou reanimar a vítima por mais de 30 minutos. Porém, o presidente da CDL não resistiu aos ferimentos. Rogério disse que todos os indícios do crime apontam para uma execução. 

O suposto autor seria magro, alto e aparentava ter cerca de 30 anos. De acordo com o comandante interino da 30ª Companhia da PM, Alexandre Barbosa Antunes, o Comando de Operações da Polícia Militar (Copom) recebeu um telefonema do suposto autor, dizendo que queria se entregar para a Comissão de Direitos Humanos. Porém, o homem teria desligado logo em seguida. Dados da ligação foram repassados para Polícia Civil.

A perícia esteve no local e o corpo foi encaminhado ao IML por uma funerária. O delegado Rogério informou que já há médico legista de prontidão para liberar o corpo rapidamente para a família. "Todos os policiais da Delegacia de Homicídios estão empenhados, e o suspeito teve características físicas identificadas. É um compromisso da Polícia Civil capturar o autor desse bárbaro homicídio", acrescentou. O delegado da Polícia Federal, Cláudio Dornelas, e o tenente-coronel Renato Sampaio Preste, nomeado para assumir o comando do 2º Batalhão da PM, que abrange a região onde ocorreu o homicídio, disseram que também vão prestar todo o apoio necessário para esclarecer o crime.

Populares acompanham os trabalhos policiais na rua, e alguns familiares da vítima foram à cena do crime. Também esteve presente a equipe da Delegacia de Homicídios, comandada pelo delegado Armando Avolio Neto; e a delegada Regional, Sheila Oliveira.

 O corpo de Vandir será velado na Câmara Municipal a partir das 18h, e o sepultamento acontecerá no Cemitério Municipal, às 10h30 desta terça-feira (28). Por causa da cerimônia, a Câmara terá expediente apenas à tarde na terça-feira. 
Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você participa das celebrações da Semana Santa?