Publicidade

13 de Janeiro de 2014 - 09:56

Por Tribuna

Compartilhar
 

Atualizada às 19h

Quatro jovens foram baleados em diferentes regiões da cidade em um período de 24 horas. O caso mais recente aconteceu na noite de domingo (12), quando um rapaz, 22, foi alvejado em um bar na Rua Doutor Francisco Álvares de Assis, entre os bairros Retiro e Floresta, Zona Sudeste. De acordo com a Polícia Militar, a vítima relatou que estava no estabelecimento, por volta das 21h20, quando dois ocupantes de uma motocicleta efetuaram três disparos em sua direção, sem motivação aparente. O jovem foi socorrido pelo Samu e encaminhado ao Hospital de Pronto Socorro (HPS), onde foram constatadas perfurações à bala no punho, antebraço e ombro direitos. Segundo a assessoria da Secretaria de Saúde, o paciente teve uma bala alojada na coluna. Ele permaneceu na sala de urgência, estável, lúcido e orientado. Nenhum suspeito foi localizado.

Outro crime aconteceu no início da madrugada de domingo no Bairro Jóquei Clube, Zona Norte. Conforme o boletim de ocorrência, um homem, 25, foi baleado no pé quando estava na Rua Geraldo Vilella. Ele foi socorrido por populares e encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Norte, onde foi medicado e liberado. A vítima contou aos policiais que estava perto de sua casa, quando dois criminosos, armados com revólver, apareceram e começaram a atirar. Ela ainda tentou correr, mas acabou atingida. Militares realizaram buscas na região, no entanto, ninguém foi encontrado. 

Também na Zona Norte, outros dois jovens, 17 e 21, foram feridos por tiros, na noite de sábado, na Vila Esperança II. Por volta das 22h, eles estavam na Rua Carlos Alves Moreira, quando um homem disparou na direção deles. As vítimas não souberam informar à PM qual seria a motivação da tentativa de homicídio. Os rapazes foram socorridos na UPA Norte. O adolescente foi atingido na mão esquerda e, de raspão, no ombro direito, sendo liberado após o atendimento médico. Já o rapaz, alvejado nas costas e parte posterior do pescoço, foi transferido para o Hospital de Pronto Socorro (HPS), onde permaneceu internado para passar por cirurgia. Os casos serão investigados pela Delegacia Especializada de Homicídios e Antidrogas. 

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que os resultados do programa "Olho vivo" vão inibir crimes nos locais onde estão as câmeras?