Publicidade

12 de Maio de 2014 - 14:17

Às vésperas de deixar cargo, Duque garante ainda melhorias tecnológicas para comunidade acadêmica

Por Kelly Diniz

Compartilhar
 
Henrique Duque ressaltou que alunos poderão fazer empréstimos de netbooks e tablets na biblioteca
Henrique Duque ressaltou que alunos poderão fazer empréstimos de netbooks e tablets na biblioteca
Entre as novidades, está o acervo de 30 anos da Tribuna
Entre as novidades, está o acervo de 30 anos da Tribuna

Atualizada às 20h26

Construção de clínica de pronto atendimento, investimentos em tecnologia, reforma do Restaurante Universitário (RU) do Centro e construção de nova unidade, além de expansão e criação de novos projetos pedagógicos e sociais foram alguns dos anúncios feitos na manhã desta segunda-feira (12) pelo reitor da UFJF, Henrique Duque. "O que vai acontecer aqui também acontecerá em Governador Valadares em benefício dos alunos", promete o reitor, às vésperas de deixar o cargo, já que as eleições acontecem no próximo mês, e o mandato atual segue até 29 de agosto.

A clínica de pronto atendimento irá proporcionar o acesso da comunidade acadêmica ao Hospital Universitário (HU), além de realizar pequenos procedimentos, como curativos e suturas. A informação é do diretor-geral da unidade, Dimas Araújo, que participou da entrevista. "Apesar de a universidade ter o HU, ele está conveniado ao SUS. Para ter acesso ao hospital, é preciso passar pelas Uaps (unidade de atenção primária à saúde), e isso dificulta o atendimento a alunos, servidores e professores. Visando a sanar esse problema, foi pensada a criação da clínica." Uma ambulância de UTI e quatro equipes de saúde farão parte da clínica. De acordo com Duque, a ambulância está no setor de transporte da instituição, e já foi dada a ordem de serviço para a construção do prédio. "Enquanto são realizadas as obras, o atendimento da clínica será feito em outro espaço." 

Segundo a Secretaria de Comunicação da UFJF, a unidade de saúde irá funcionar das 7h às 22h40, de segunda-feira a sexta-feira, e atenderá, além da comunidade acadêmica, a população que frequenta o campus. 

  

Tecnologia

Cinquenta netbooks e 50 tablets foram adquiridos e estarão disponíveis para empréstimo aos alunos na Biblioteca Central. Os netbooks poderão ser levados para casa por um período de dez dias, e os tablets serão para consulta local. Em todas as bibliotecas da instituição haverá um scanner planetário. "O scanner copia o material, joga na nuvem, e o aluno coloca no e-mail ou no pen drive. O aluno, assim, não terá mais gastos com xerox", enfatizou Duque. Foram gastos R$ 800 mil na compra dos scanners. Ainda estão previstas a nomeação de um bibliotecário e um técnico-administrativo em educação (TAE) para cada biblioteca e a inauguração das unidades do Instituto de Ciências Exatas (ICE) e Engenharia e do Instituto de Ciências Humanas (ICH). A Biblioteca Central ainda contará com o acervo da Tribuna, com mais de 30 anos de história.

Duque contou que começará, nessa semana, a troca de toda a iluminação do Campus da UFJF por luzes em LED. O diretor do Centro de Gestão do Conhecimento Organizacional (CGCO), Luiz Emygdio Guedes, afirmou que, até julho, todo o campus contará com rede wi-fi e com a ferramenta de comunicação via VoIP, que é um tipo de sistema de telefonia pela internet. Todos os usuários com acesso ao Siga receberão um número identificador pelo qual poderão se comunicar gratuitamente por som e imagem, basta que o computador, smartphone ou tablet esteja conectado à internet e possua um aplicativo. "Será uma economia para a universidade", garante o diretor. Estão sendo investidos R$ 15 milhões para a modernização do sistema.  

 

Assistência estudantil

Além da reforma do RU do Centro, que está orçada em R$ 4 milhões, está prevista a construção de um novo RU juntamente ao novo prédio da Reitoria. Duque ainda anunciou o pagamento do valor da alimentação, referente ao período em que os RUs estiveram fechados, decorrente da greve dos técnico-administrativos, para os alunos apoiados, proposta que ainda passará pelo Conselho Superior (Consu).

Segundo o reitor, os prédios de moradia estudantil estão sendo mobiliados e devem ser ocupados no próximo semestre. O espaço comporta 230 alunos. "Continuaremos com o programa de bolsas para os que não forem contemplados com a moradia", ressaltou o reitor. Também está previsto o início das obras de três blocos de moradia estudantil para os próximos dias, que irão comportar 500 apartamentos. Duque também anunciou a construção do novo prédio do Diretório Central dos Estudantes (DCE) no campus. A previsão é de que a licitação seja lançada em até 30 dias.

A coordenadora-geral do DCE, Laiz Perrut, critica a falta de diálogo da Reitoria. "A gente não foi chamado para discutir a moradia estudantil. Não é o modelo que a gente queria e, até hoje, não fomos chamados para discutir o regimento. A gente só fica sabendo depois que o reitor anuncia."

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você aprova o retorno de Dunga para o comando da Seleção Brasileira?