Publicidade

02 de Junho de 2014 - 11:12

Por Tribuna

Compartilhar
 
Produtos estão sendo levados para novo depósito
Produtos estão sendo levados para novo depósito

Atualizada às 17h15

Os medicamentos e insumos públicos que estavam acondicionados de forma irregular em um imóvel na Avenida Itamar Franco, em São Mateus, na Zona Sul, começaram a ser retirados do local na manhã desta segunda-feira (2). Segundo a assessoria da Secretaria de Saúde, os produtos estão sendo encaminhados para o centro de distribuição da Unihealth Logística Ltda., na Avenida Ibitiguaia, no Bairro Santa Luzia, mesma região. O espaço é o almoxarifado oficial da empresa, com 1.500 metros quadrados, que já possui regulamentação e alvarás para funcionamento, segundo a diretoria da companhia. A Secretaria de Saúde acrescentou ainda que todos os materiais que estavam no antigo galpão passaram por auditoria da Vigilância Sanitária. 

O material foi encontrado no imóvel, na última quarta-feira, provocando a indignação dos representantes da Comissão de Saúde da Câmara Municipal e levando ao acionamento das polícias Militar e Federal. A comissão cobrou explicações da Secretaria de Saúde e chegou a sugerir providências, como o afastamento da empresa responsável pela logística da distribuição dos produtos.

Na última quinta-feira, o presidente da Câmara Municipal, Julio Gasparette (PMDB), se reuniu com o presidente da Comissão de Saúde, Wanderson Castelar (PT) e mais quatro vereadores, para ouvir explicações da diretora comercial da  Unihealth Logística Ltda, Carolina Videira, a respeito das condições em que foram encontrados os medicamentos e insumos no galpão de São Mateus. Ela explicou que o imóvel foi alugado por 15 dias, enquanto o almoxarifado oficial da empresa, em Santa Luzia, estava sendo montado. 

 

Apuração

Na próxima quinta-feira, representantes da empresa voltam à Câmara Municipal para mais esclarecimentos e, na sexta-feira, está marcada a visita dos vereadores ao novo Centro de Distribuição. A Secretaria de Saúde criou uma comissão para apuração dos fatos e deve apresentar deverá apresentar relatório ao secretário de Saúde, José Laerte Barbosa, em um prazo de 60 dias, que pode ser prorrogado mediante justificativa.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você aprova o retorno de Dunga para o comando da Seleção Brasileira?