Publicidade

24 de Junho de 2014 - 11:53

Por Tribuna

Compartilhar
 
Via deve ser liberada na próxima sexta-feira
Via deve ser liberada na próxima sexta-feira

Atualizada às 21h07

Após dois adiamentos, a Rua Antônio Lagrota foi interditada nesta terça-feira (24), às 8h, em função das obras de despoluição do Rio Paraibuna. Está totalmente fechado o trecho entre as avenidas Brasil (margem direita) e Rio Branco. Problemas técnicos e de pessoal da empresa executora do serviço foram os motivos do atraso. 

Durante os trabalhos, haverá apoio de agentes de trânsito. O fechamento da rua, segundo agente presente no local, sobrecarrega a Rua Marechal Setembrino de Carvalho, uma das opções de desvio para os motoristas, mas não é responsável pela retenção do trafego da área, que já encontrava-se comprometido por conta do afunilamento da pista na Avenida Brasil. Outro reflexo do estreitamento da via é a lentidão nas avenidas Francisco Bernardino e Rio Branco, sentido Centro/bairro, principalmente nos horários de pico.

Entretanto, comerciantes e moradores que precisam usar a Rua Agassis como acesso apontam alteração em suas rotinas. "Normalmente, levo cerca de cinco minutos para chegar à loja (localizada na esquina da Avenida Brasil com a Rua Antônio Lagrota). Hoje (terça), com o fechamento, demorei 20 para chegar", comenta o comerciante Wilson Correia. 

De acordo com a Cesama, os trabalhos acontecem até quinta-feira, com previsão para liberação do trânsito na Rua Antônio Lagrota na sexta.

 

Despoluição 

As obras de despoluição foram retomadas em julho de 2013, na margem compreendida entre os bairros Vila Ideal e Santa Terezinha, área responsável por receber cerca de 65% do dejeto da cidade. A rede construída na região vai canalizar o dejeto e levá-lo para uma estação de tratamento de esgoto (ETE), que está em construção no Bairro Granjas Bethel. 

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que alertas em cardápios e panfletos de festas sobre os riscos de dirigir sob efeito de álcool contribuem para reduzir o consumo de bebidas por motoristas?