Publicidade

27 de Fevereiro de 2014 - 06:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

A Polícia Civil promove nesta quinta-feira (27), das 14h às 17h, e na sexta, de 9h ao meio-dia, o seminário "Desaparecidos e tráfico internacional e interno de pessoas". O evento será realizado no Auditório da Subseção da OAB local, na Avenida dos Andradas, no Morro da Glória. De acordo com a delegada Regional do município, Sheila Oliveira, junto com o seminário, será realizado um curso de capacitação para policiais civis e pessoas interessadas em saber quais os procedimentos adotados nos casos de desaparecimento e tráfico de pessoas. "No que se refere ao tráfico de humanos, é fundamental essa capacitação, uma vez que a tendência desse tipo de crime é aumentar na época da Copa do Mundo", afirmou a delegada.

Ainda segundo ela, serão repassadas aos policiais novas ferramentas que podem ajudar na investigação desses crimes no ambiente virtual, como o programa "Alerta Minas", que possibilita a localização de pessoas sumidas. "A intenção do curso também é a formação de uma grande teia de comunicação entre órgãos públicos e privados para alimentar o 'Alerta Minas' com informações para combater o tráfico de pessoas", destacou Sheila.

Sem apresentar números da região, a delegada alerta que é preciso que a população entenda que, após o registro do desaparecimento de uma pessoa, é necessário notificar também o aparecimento dela, fato que raramente acontece. "Essa medida é importante para que tenhamos dados estatísticos mais próximos da realidade", afirma Sheila, acrescentando que é muito comum na região o registro de desaparecimento de adolescentes e jovens que, muitas vezes, foram para outras cidades ou até mesmo aliciadas para prostituição.

Campanha da Fraternidade

Neste ano, a Campanha da Fraternidade terá como tema "Fraternidade e tráfico humano". De acordo com o site da Organização das Nações Unidas (ONU), no Brasil, o tráfico de pessoas faz cerca de 2,5 milhões de vítimas por ano, incluindo homens, mulheres e crianças, mas principalmente pessoas vulneráveis e carentes psicologicamente e de recursos. Em Minas Gerais, o assunto vai ser debatido, ainda nesse semestre, pela Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, uma vez que dados da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) apresentam que, nos últimos dois anos, foram registrados 34 casos no estado, com 175 vítimas. A preocupação na Assembleia é com a fragilidade de Minas Gerais diante da grande extensão de rodovias federais que cortam Minas e com rotas que passam pelo estado, ligando países do Mercosul e das regiões Norte e Nordeste do Brasil.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?