Publicidade

28 de Dezembro de 2013 - 07:00

Réveillon deve ser chuvoso em Juiz de Fora e região, de acordo com setor de meteorologia da Cemig

Por Eduardo Valente (colaborou Marcos Araújo)

Compartilhar
 
Casa, cujos cômodos caíram no Natal, foi demolida ontem no Cêramica
Casa, cujos cômodos caíram no Natal, foi demolida ontem no Cêramica
Escorregamento de terra atingiu edificação no Eldorado
Escorregamento de terra atingiu edificação no Eldorado

Vinte e cinco pessoas estão desabrigadas e outras 49 desalojadas em razão das últimas chuvas que atingem o município. Apenas entre 16h45 de quinta-feira e 14h50 desta sexta (27), 96 ocorrências foram registradas pela Defesa Civil, sendo a Zona Norte a mais afetada, concentrando 25 atendimentos. Um dos casos que mais chamou atenção nesta sexta foi de um escorregamento de terra que atingiu uma edificação com duas residências na Rua Sebastião de Andrade 575, no Bairro Eldorado, região Nordeste. Ninguém se feriu, e os moradores resolveram deixar o local até que as correções sejam providenciadas. Outras situações de destaque foram as de demolições nas ruas Mamede Camilo, Bairro Cerâmica, Zona Norte, e Miguel Marcos Peres, Jardim Natal, Zona Norte. Existe a previsão de pancadas intensificadas a partir do início da próxima semana, inclusive no feriado de Réveillon, conforme informou a meteorologia da Cemig.

De acordo com a Prefeitura, todas as famílias que precisaram deixar seus imóveis estão hospedadas em casas de parentes. A diferença é que 25 pessoas, consideradas desabrigadas, foram encaminhadas para o aluguel social. Na região de Igrejinha, Zona Norte, local em que mais de 200 imóveis foram afetados com a chuva de quarta-feira, está sendo realizada limpeza, patrolamento e colocação de escória. Já no Cascatinha, região Sul, na Rua Francisco Vaz de Magalhães, onde a via ficou alagada, a Secretaria de Obras informou que trabalhará nos próximos dias para corrigir o rompimento da rede de captação de águas pluviais e trechos de asfalto. As atividades serão suspensas apenas domingo e quarta-feira. A lama que invadiu casas na parte mais baixa foi retirada nesta sexta por equipes de limpeza.

No Bairro Cerâmica, onde uma cozinha e um banheiro de uma casa caíram na Rua Mamede Camilo, na noite do Natal, a Secretaria de Obras realizou a demolição do imóvel nesta sexta. As equipes tiveram dificuldade pelas características da via, pois caminhões e tratores não conseguiram chegar próximo à edificação. Com isso, operários realizaram a demolição manual, iniciada por volta das 15h, com término às 18h. Chamou atenção, porém, o provável risco em que os trabalhadores atuavam, uma vez que eles estavam sem capacete ou luvas. De acordo com normas de segurança do trabalho, em casos de demolições e construções, a empresa responsável deve fornecer equipamentos de proteção individual (EPI). Os operários usavam apenas botinas. De acordo com a assessoria de comunicação da secretaria, "foram utilizadas estacas de eucalipto de oito metros para realizar a demolição e, por isso, os funcionários mantinham distância segura". O subsecretário de Operação Urbana, José Walter Ávila, explicou que não havia riscos, e a situação era controlada.

 

Previsão do tempo

De acordo com o técnico do setor de meteorologia da Cemig, Geraldo Moreira da Paixão, existe a previsão de chuvas fortes a partir de segunda-feira, prolongando-se até o Réveillon. No fim de semana, as precipitações deverão ser de menor intensidade, em forma de pancadas. Segundo ele, isso ocorre pela zona de convergência de umidade, que atua sobre a região Sudeste e é responsável por dias nublados e abafados, com chuvas no fim do período.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você pretende substituir o ovo de Páscoa por outros produtos em função do preço?