Publicidade

20 de Março de 2014 - 21:43

Por Tribuna

Compartilhar
 
Um filhote apareceu morto e outros dois sumiram
Um filhote apareceu morto e outros dois sumiram

O desaparecimento de dois filhotes de cisne negro da Fundação Museu Mariano Procópio foi registrado nesta quinta-feira (20) na Polícia Militar e mobiliza funcionários da instituição. De acordo com o diretor-superintendente da fundação, Douglas Fasolato, na última segunda-feira, três filhotes nasceram saudáveis. No entanto, na quarta-feira, um deles apareceu morto e os outros dois não foram localizados. "Um dos filhotes entrou no meio de estacas e ficou agarrado. Ele teve um corte na cabeça e morreu", informou o veterinário Rômulo Castro.

Conforme Rômulo, foram realizadas buscas de barco no lago e nas ilhas do parque, mas não foram encontrados vestígios dos animais. "A principal suspeita é a de que eles tenham sido levados por aves de rapina. Se tivessem sido atacados por algum peixe, haveria resíduos de pena."

Como as aves não foram encontradas, o diretor-superintendente optou por registrar a ocorrência. "Nunca tivemos problemas de segurança no parque, mas não podemos descartar nenhuma hipótese." Ele contou que a mãe dos animais desaparecidos está sendo monitorada. O objetivo é averiguar se ela escondeu os filhotes.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você está fazendo pesquisa de preços para controlar o orçamento?