Publicidade

04 de Dezembro de 2013 - 07:00

Equipamentos que irão monitorar velocidade, avanço de sinal e parada sobre a faixa passam por últimos testes

Por Renata Brum

Compartilhar
 
Um dos pontos será a Rio Branco com a Benjamin
Um dos pontos será a Rio Branco com a Benjamin

Eles já estão instalados, alguns operando em teste, mas ainda dependem dos últimos acertos e da aferição do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) para começar a funcionar. A previsão da Settra é de que os super-radares, como ficaram conhecidos os equipamentos que terão tripla função de fiscalizar o excesso de velocidade, o avanço de semáforo e a parada sobre travessias de pedestres, entrem em atividade neste mês de dezembro. As multas, porém, só devem ser emitidas no começo de 2014, após novos testes e campanha entre a população. A previsão inicial era de que os aparelhos tivessem começado a autuar em novembro.

"Estão todos instalados e funcionando, mas iniciamos os teste de comunicação e vimos que há falhas em alguns chips para a integração dos equipamentos com qualidade. Estamos trabalhando nisso e, nesse meio tempo, o Inmetro finaliza a aferição", explicou a subsecretária operacional de Transporte e Trânsito, Iza Machado.

Os sete equipamentos funcionarão, inicialmente, em quatro pontos, sendo dois deles na Avenida Rio Branco, um na Avenida Doutor Paulo Japiassu Coelho, nas duas direções, e um na Avenida Brasil, no sentido Mariano Procópio/Centro (ver quadro). Os juiz-foranos precisam ter atenção para se adaptar ao novo sistema, que é ativado quando o veículo excede a velocidade de 60 km/h, para sobre a faixa de travessia ou ultrapassa a linha de retenção. Segundo os técnicos, se o semáforo estiver amarelo, o detector não é acionado, e a multa não é gerada.

Iza explica que os equipamentos visam a reduzir o número de veículos que ultrapassam a fase vermelha do semáforo, coibindo acidentes, sobretudo atropelamentos. "Os últimos episódios de atropelamentos, a princípio, foram falhas humanas, mas com certeza irá minimizar as infrações e prevenir os acidentes."

Ainda conforme a Settra, os radares exclusivos de excesso de velocidade, que estavam sucateados, estão sendo trocados por novos aparelhos e já estão funcionando.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?