Publicidade

13 de Março de 2014 - 20:14

Por Tribuna

Compartilhar
 

Tatiana Bejani, 28 anos, foi condenada, na última segunda-feira (10), a pena restritiva de direito e prestação de serviços à comunidade. Ela foi denunciada pela Justiça pela prática de estelionato, causando prejuízo a uma joalheria no Centro de Juiz de Fora. O crime foi cometido em abril de 2007, quando ela esteve pessoalmente no estabelecimento. No local, um funcionário da loja recebeu um telefonema, cujo interlocutor se identificou como uma assessora do então prefeito Alberto Bejani, pai de Tatiana. A suposta assessora autorizou as compras no local, responsabilizando o prefeito pelo pagamento. Após o fim da ligação, Tatiana escolheu três anéis, somando o valor de R$ 10.400. Como garantia, ela assinou uma nota promissória, afirmando que o documento deveria ser entregue no gabinete do prefeito.

Com a intenção de verificar a veracidade dos fatos, os funcionários da joalheria entraram em contato com a assessora do chefe do Executivo, e esta afirmou que não havia feito a ligação para o estabelecimento e que a acusada praticava este tipo de golpe. Tatiana ainda teria cometido o mesmo crime em outros três estabelecimentos. Ela foi procurada diversas vezes, a fim de realizar a quitação dos débitos ou a devolução das joias. No entanto, recusou-se e ainda afirmou que não possuía mais os referidos anéis.

Na sentença, consta que a ré se valeu de uma característica pessoal, ser filha do prefeito na época, para enganar as vítimas com a finalidade de cometer o crime. Tatiana foi condenada pelo juiz Daniel Reche da Motta, da 3ªVara Criminal de Juiz de Fora, a um ano de reclusão e multa, sendo a pena privativa de liberdade substituída por uma restritiva de direito e prestação de serviço à comunidade. Como houve renúncia de prazo recursal das partes, a sentença foi transitada em julgado. No último mês de fevereiro, Tatiana foi indiciada pela Polícia Civil também pela prática de estelionatos na internet, alugando casas de veraneio inexistentes em cidades do litoral do Estado do Rio de Janeiro.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a realização de blitze seria a solução para fazer cumprir a lei que proíbe jogar lixo nas ruas?