Publicidade

12 de Fevereiro de 2014 - 17:57

Por Tribuna

Compartilhar
 
Tatiana  foi presa pela Polícia Militar no dia 21 janeiro, em um salão de beleza no Centro
Tatiana foi presa pela Polícia Militar no dia 21 janeiro, em um salão de beleza no Centro

O delegado Eurico da Cunha Neto, da 7ª Delegacia de Polícia Civil, indiciou por estelionato Tatina Bejani. Segundo ele, há seis inquéritos que investigam a prática criminosa da mulher. Ela é suspeita de cometer crimes de estelionatos praticados via internet, alugando casas inexistentes no litoral do Rio de Janeiro.

Segundo ele, quatro procedimentos já foram encaminhados à Justiça, porém, não foi possível precisar o valor que a mulher ganhou aplicando os golpes. "Muitas pessoas que foram vítimas não procuraram a polícia, então, fica difícil calcular este montante." Outras duas investigações estão sendo feitas pelo delegado Leonardo Bueno, também da 7ª Delegacia. De acordo com ele, ainda estão sendo feitas diligências e serão pedidas quebras de sigilo bancário e de e-mail de Tatiana.

A mulher foi presa pela Polícia Militar no dia 21 janeiro, em um salão de beleza no Centro. Desde então, ela está detida na penitenciaria Ariosvaldo Campos Pires. Tatiana é filha do ex-prefeito Alberto Bejani.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a retirada das pinturas de Lucio Rodrigues dos pontos de ônibus?