Publicidade

21 de Janeiro de 2014 - 17:20

Inquéritos abertos pela Polícia Civil de Juiz de Fora e do Rio de Janeiro investigam suspeita de estelionato

Por Tribuna

Compartilhar
 
Tatiana foi ouvida na delegacia em Santa Terezinha
Tatiana foi ouvida na delegacia em Santa Terezinha
Anúncio cobrava R$ 500 por diária de casa em Cabo Frio
Anúncio cobrava R$ 500 por diária de casa em Cabo Frio

Atualizada às 18h42

A Polícia Militar prendeu, nesta terça-feira (21), Tatiana dos Santos Bejani, de 28 anos, em um salão de beleza no Centro de Juiz de Fora. Por meio de denúncia anônima, a PM compareceu ao estabelecimento e prendeu Tatiana, após confirmar a existência de dois mandados de prisão preventiva em aberto em seu nome. Ela foi encaminhada para o plantão da 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil, no Bairro Santa Terezinha, onde aguarda para ser ouvida. Até o final do dia, ela deverá ser encaminhada para a Penitenciária Ariosvaldo Campos Pires. 

De acordo com o boletim de ocorrência da PM, no momento em que foi abordada, Tatiana teria tentado se passar por outra pessoa, mas os policiais conseguiram confirmar a verdadeira identidade da suspeita. "Diante de tais negativas por parte da autora e após sucessivas tentativas de se confirmar a verdadeira identidade desta, foi localizado na internet um 'santinho de campanha política' de candidata a vereadora Tatiana Bejani, a qual não restou dúvidas de que a autora em questão era realmente Tatiana dos Santos Bejani. Porém, mesmo diante de tal situação esta ainda negava os dados", relata o registro policial.

Conforme o titular da 7ª Delegacia Distrital da Polícia Civil, Eurico Cunha Neto, dois inquéritos em andamento investigam Tatiana por suspeita de estelionato. De acordo com as denúncias, Tatiana colocaria na internet anúncios de imóveis localizados em cidades litorâneas, recebia o dinheiro do aluguel pela temporada, mas, quando os clientes, boa parte do Rio de Janeiro, chegavam ao destino escolhido, descobriam que o imóvel não existia.

Durante depoimento prestado nesta terça, ela teria confessado a prática e relatado ainda que pegava fotos de diferentes imóveis, buscava endereços na internet e criava anúncios, para poder publicá-los em sites especializados em alugueis de imóveis para férias.

Nesta segunda-feira, o delegado Eurico Cunha Neto recebeu mais dois procedimentos, originários de duas delegacias da cidade do Rio de Janeiro: uma do Bairro da Tijuca e outra da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática.

Tatiana é filha do ex-prefeito de Juiz de Fora Carlos Alberto Bejani.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da liberação da maconha para uso medicinal?