Publicidade

09 de Dezembro de 2013 - 17:05

Ele é o terceiro hospital da cidade a conquistar o título

Por Tribuna

Compartilhar
 
O ginecologista Amaury Andrade recebeu o quadro
O ginecologista Amaury Andrade recebeu o quadro

O Hospital Maternidade Therezinha de Jesus (HMTJ) de Juiz de Fora recebeu a certificação Nível 2, como Hospital Acreditado Pleno, oferecido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). A instituição é o primeiro hospital de ensino ligado à rede 100% SUS a ganhar o reconhecimento. Nesta segunda-feira (9), durante a cerimônia de comemoração, a diretoria do hospital recebeu a imprensa e convidados, para apresentar a conquista, que só é concedida às organizações que atendem aos requisitos do Manual Brasileiro de Acreditação, em sua nova versão. O documento prevê padrões que devem ser seguidos pelas empresas a fim de prestar atendimento de qualidade, com foco na segurança da estrutura e da assistência, na melhoria contínua dos processos internos e na análise dos resultados obtidos na assistência ao paciente. Participaram da comemoração o vice-prefeito Sérgio Rodrigues, o Secretário de Saúde, José Laerte; o superintendente Regional de Saúde, José Eduardo Amorim; a presidente do Conselho Municipal de Saúde, Regina Célia de Souza, o promotor de Saúde, Rodrigo Barros; e o deputado federal Marcus Pestana (PSDB).

A certificação foi conferida após três etapas de auditoria, que verificou a eficiência das ações implementadas pela instituição. Ao final, a auditoria concluiu que a unidade apresenta uma equipe coesa, com objetivo comum, bem estruturada e bem treinada e, acima de tudo, humanizada, com foco total no paciente.

A placa com o certificado foi entregue pelo presidente do Conselho do Hospital, José Mariano Soares de Moraes, ao médico que integra os quadros da instituição, o ginicologista Amaury Teixeira de Andrade. "Esse título certifica que aquilo que a instituição oferta é um serviço de qualidade e representa que cada funcionário deste hospital contribui com a segurança e qualidade da assistência, sempre com foco humanizado", afirmou o presidente do Conselho. O secretário de Saúde, José Laerte, ressaltou que uma conquista desse nível não é fácil. "Sabemos que para chegar à etapa de acreditação é preciso reelaborar e checar processos. Isso mostra que o hospital tem uma equipe bem treinada."

Atualmente apenas 203 hospitais do Brasil tem certificação ONA, representando apenas 3% do total. Em Minas Gerais são 33 hospitais certificados, sendo três deles em Juiz de Fora, incluindo o Hospital Maternidade Therezinha de Jesus - o único filantrópico. Certificado pelo Ministério da Saúde (portaria 2.356) como hospital 100% de atendimento SUS, o HMTJ é o primeiro hospital de ensino de instituição filantrópica que figura na lista da ONA com atendimento inteiramente gratuito. O Hospital está integrado à macrorregião sudeste, recebe pacientes através do sistema SUS Fácil, com pronto atendimento de urgência e emergência para casos de obstetrícia e ginecologia.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?