Publicidade

11 de Junho de 2014 - 21:39

Por Tribuna

Compartilhar
 

Os problemas enfrentados pela população no corredor de trânsito entre a Rua Bernardo Mascarenhas e a Avenida dos Andradas ainda não têm solução definida. Autoridades e lideranças comunitárias dos bairros Fábrica, São Dimas e Morro da Glória se reuniram nesta quarta-feira (11) na Câmara Municipal para debater o assunto. O vereador Wanderson Castelar (PT), que solicitou a reunião, destacou as dificuldades causadas pela linha férrea, como as retenções constantes e a poluição sonora. Ele cobrou soluções a curto, médio e longo prazos. "Este é o ponto de partida para a constituição de uma comissão que envolva a comunidade e representantes da Casa, no sentido de cobrar mais agilidade por parte do Poder Executivo e que sirva de apoio para que este cobre, sobretudo da esfera federal, a liberação de recursos para solucionar os problemas apresentados."

O presidente da Câmara Julio Gasparette (PMDB) pediu coragem das autoridades locais na criação de projetos mais arrojados para serem apresentados ao Governo federal, a fim de conseguir recursos para resolver o impasse.

Diante dos problemas apresentados, o titular da Settra Rodrigo Tortorielo, discorreu sobre o projeto apresentado ao Ministério das Cidades, que consiste na criação de duas faixas na Avenida dos Andradas em ambos os sentidos, a substituição da passagem de nível próxima à Rua Tereza Cristina por um viaduto e a construção de outro viaduto, próximo à entrada do Monte Castelo. Porém, o projeto estimado em R$ 20 milhões, não foi contemplado pelo Ministério. "A proposta não foi reprovada, apenas não foi contemplada com os recursos. Mas, estamos em busca de verbas para viabilizá-la." No entanto, o secretário de Transportes, informou que foi aprovada a liberação da verba para duplicação da capacidade da Avenida dos Andradas. O recurso deve sair em setembro. A via vai dispor de duas faixas em cada sentido, medida que vai ajudar na organização do fluxo de veículos. Sobre o pedido de instalação de semáforos na Rua Bernardo Mascarenhas, o secretário disse que a medida é inviável para o trecho.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o subsídio do Governo vai alavancar a aviação regional?