Publicidade

06 de Outubro de 2011 - 12:40

O corpo da médica não será velado e seguirá direto para Belo Horizonte, onde será cremado

Por Tribuna

Compartilhar
 
Triatleta morreu aos 58 anos
Triatleta morreu aos 58 anos

A triatleta e médica oftalmologista juiz-forana Beatriz Hollanda, 58 anos, morreu, por volta das 10h40 desta quinta-feira (6), em um acidente no km 780 da BR-040, na altura do trevo da BR-267, para Lima Duarte. Ela foi atingida por uma carreta com emplacamento de São Paulo ao tentar atravessar a rodovia para fazer o retorno e seguir no sentido Salvaterra. O corpo da triatleta não será velado e será encaminhado à Belo Horizonte, onde será cremado. A cremação era uma vontade de Beatriz.

De acordo com o inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Wallace Wischansky, a triatleta teria cruzado a pista na frente da carreta. "Ela bateu no meio do eixo de tração do cavalo trator, caiu e foi rolando por debaixo dos demais eixos da carreta." Ela foi arrastada por cerca de 30 metros. O motorista, 56, disse que tentou desviar da ciclista jogando o veículo para a esquerda. No asfalto, ficaram marcas de frenagem. 

A notícia da morte chocou a população de Juiz de Fora, já que Beatriz era conhecida por sua carreira desportiva, iniciada aos 33 anos. A médica tinha intensa participação em provas nacionais e internacionais de triathlon. Nos últimos anos, ela competia pela equipe Saúdeperformance.

O ciclista Alex do Nascimento, 37, treinava junto com Beatriz e seguia a frente dela. Ele ficou em estado de choque após o acidente. Uma pista da BR-040, sentido Juiz de Fora-Belo Horizonte, está interditada por causa da fatalidade. A perícia da Polícia Civil ainda realiza os levantamentos sobre as causas do acidente.

 

Leia mais:

- Personalidades comentam o falecimento da triatleta

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o subsídio do Governo vai alavancar a aviação regional?