Publicidade

19 de Maio de 2014 - 13:13

Por Tribuna

Compartilhar
 

Atualizada às 14h12

O vigia de um supermercado, 54 anos, foi rendido por um bandido com revólver e amarrado durante um assalto ao estabelecimento, no Bairro Santa Cruz, Zona Norte de Juiz de Fora. Mais três suspeitos que participaram do crime, ocorrido na madrugada desta segunda-feira (19), levaram dinheiro, caixas fechadas de corte de carne e pacotes de maços de cigarros, além de tentarem arrombar um caixa eletrônico que fica dentro da loja. A vítima relatou aos policiais que desligou o alarme para sair e verificar a temperatura do freezer externo, por volta de 1h, quando foi surpreendido por um dos comparsas que estava armado. Conforme o boletim de ocorrência, enquanto o assaltante amarrava o funcionário, o restante do grupo entrou no estabelecimento e foi para a tesouraria, pegando uma quantia não contabilizada.

De acordo com o relato policial, depois da ação, a vítima conseguiu se desamarrar e acionou a PM. No local, os policiais constataram que os bandidos entraram por um buraco na cerca que fecha a área do estabelecimento, próximo a uma trilha que sai na BR-040. Os militares acreditam que o grupo também tenha saído pelo local. A perícia foi acionada e fez os trabalhos. Foi realizado rastreamento, mas nenhum suspeito foi encontrado.

Posto de combustível

Já na noite desse domingo (18), um frentista, 43 anos, foi agredido durante um assalto a um posto de combustível no Bairro Vitorino Braga, na Zona Sudeste de Juiz de Fora. A vítima contou aos policiais que estava trabalhando, quando uma dupla entrou no estabelecimento em uma moto e anunciou o assalto, por volta das 22h45. De acordo com o boletim de ocorrência, o carona, armado de revólver, desceu da motocicleta e deu uma coronhada na cabeça do funcionário para pegar o restante do dinheiro que estava no bolso de sua blusa. Em seguida, os suspeitos fugiram em direção ao Bairro São Benedito, na região Leste. A quantia roubada não foi informada.

O frentista disse ter reconhecido um dos assaltantes como cliente do posto e morador do Bairro Santa Rita, também na Zona Leste. A vítima recusou atendimento médico. As câmeras do circuito interno flagraram toda a ação, mas os policiais não tiveram acesso às imagens, pois, segundo o documento policial, somente o proprietário poderia obter a filmagem.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que campanha corpo-a-corpo ainda dá voto?