Publicidade

14 de Fevereiro de 2014 - 20:58

Por Tribuna

Compartilhar
 

Episódios violentos recentes na Zona Norte, principalmente envolvendo gangues rivais, e o temor que novos casos graves sejam registrados fizeram com que a festa de carnaval que seria realizada no Bairro Benfica, o CarnaBenfica, fosse cancelada. A decisão, tomada pela associação de moradores do local e por entidades representativas de comunidades do entorno, foi comunicada na tarde desta sexta-feira (14) à Polícia Militar. "Não temos motivos para comemorar. Precisamos nos unir, não em torno de uma festa, mas em busca de paz", disse a presidente da Associação de Moradores do Bairro Benfica, Aline Junqueira. O evento, marcado entre os dias 1° e 4 de março, iria contar com a participação de baterias de escolas de samba e de grupos de pagode e de marchinhas.

Dos 22 homicídios registrados este ano na cidade, oito aconteceram na Zona Norte. Destes, cinco casos ocorreram em bairros vizinhos a Benfica. Além disso, no último fim de semana, dois homens foram baleados depois de um enfrentamento de gangues no São Judas Tadeu. Na região, moradores de bairros muito próximos, como Santa Cruz, São Judas e Vila Esperança I e II, vêm travando embates frequentes. Para Aline Junqueira, o cancelamento do evento servirá como um pedido de socorro para a área. "Não adianta só buscar culpados, temos que mostrar às autoridades e à sociedade como está a situação de toda a região Norte", disse a presidente do bairro.

O assessor organizacional do 27º Batalhão da Polícia Militar, capitão Jean Michel do Amaral, destacou que "a decisão pela não realização do evento foi unilateral, a PM não participou e não concorda. A corporação tem total condição de garantir a segurança dos foliões. Neste ano, poderíamos destacar um efetivo muito maior para Benfica do que em anos anteriores, já que o carnaval oficial de Juiz de Fora será antecipado".

O oficial acrescentou que as gangues da cidade vêm sendo monitoradas. "Alguns jovens chegaram a fazer ameaças nas redes sociais, marcando embates para o carnaval, mas estão todos identificados. Se, por ventura, estes grupos decidirem ir ao evento, podemos frear a entrada deles, fazendo abordagens antes que cheguem à praça", finalizou.

 

Basta de violência

Neste sábado (15) a comunidade da Zona Norte se reúne para pedir paz para a região. Está marcado para às 15h o movimento "Basta de violência". Durante a semana, estudantes e moradores de São Judas trabalharam na confecção de cartazes para serem levados ao ato. "Não podemos mais deixar as crianças brincarem nas ruas. No último sábado, um inocente foi baleado. Nos unindo, a tristeza de ver as coisas desta forma se transforma em esperança. Queremos nosso espaço de volta", disse a moradora Alessandra Junqueira, que está envolvida na organização do ato.

Moradores de São Judas Tadeu sairão em caminhada da Rua Monsenhor Francisco de Paula, seguindo até a Escola Estadual Almirante Barroso, na Avenida Juscelino Kubitscheck. Já a comunidade de Benfica se reúne na Praça Jeremias Garcia e segue até o colégio. Na praça, em frente à instituição, os dois grupos se juntam, como forma de simbolizar a união das comunidades e o repúdio aos enfrentamentos de grupos rivais. Haverá grafite coletivo no espaço.

 

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?