Publicidade

25 de Março de 2014 - 07:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

Por meio da consultoria IOB Folhamatic, a Tribuna responderá as dúvidas de leitores sobre o preenchimento da Declaração do Imposto de Renda 2014. Envie suas perguntas para economia@tribunademinas.com.br, pelo fax 2101-4544 ou escreva para a redação (Rua Espírito Santo, 95, Poço Rico).

 

- Paguei o plano de saúde de minha mãe no ano passado inteiro. Ela recebe dois salários como aposentada e tem uma casa. Posso declará-la como minha dependente esse ano e deduzir os valores pagos no plano de saúde (cerca de R$450/mês)?

- Sim. Os pais podem ser considerados dependentes na declaração dos filhos, desde que não tenham auferido rendimentos, tributáveis ou não, superiores ao limite de isenção anual de

R$ 20.529,36.

 

- Declaro IR há 15 anos e, neste tempo, adquiri três imóveis que não foram declarados neste período. Teria algum problema declará-los agora, todos ao mesmo tempo, ou é melhor informar à Receita de forma escalonada, nos próximos anos?

- Em razão do acréscimo patrimonial, os bens e direitos devem ser informados no ano de sua aquisição. Portanto, retifique as declarações dos últimos cinco exercícios, incluindo os bens nos anos de sua aquisição.

 

- Como proceder para cancelar a inscrição no CPF de contribuinte falecido que não deixou bens a inventariar?

- Nesse caso, basta o cônjuge meeiro, o convivente ou um parente do falecido, devidamente identificado, se dirigir a uma unidade da Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) e solicitar o cancelamento.

 

- Como devem ser informados, na Declaração de Ajuste Anual relativa ao ano-calendário de 2013, exercício de 2014, os bens adquiridos na constância da união estável?

- Os bens móveis e imóveis adquiridos por um ou por ambos os conviventes, na constância da união estável e a título oneroso, são considerados fruto do trabalho e da colaboração comum, passando a pertencer a ambos, em condomínio e em partes iguais. Portanto, devem ser declarados na proporção de 50% para cada um, salvo estipulação contrária em contrato escrito.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o subsídio do Governo vai alavancar a aviação regional?