Publicidade

15 de Abril de 2014 - 07:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

Por meio da consultoria IOB Folhamatic, a Tribuna responderá as dúvidas de leitores sobre o preenchimento da Declaração do Imposto de Renda 2014. Envie suas perguntas para economia@tribunademinas.com.br, pelo fax 2101-4544 ou escreva para a redação (Rua Espírito Santo, 95, Poço Rico).

 

- Trabalhei no período de março a outubro de 2013 em uma empresa que foi à falência sem pagar o mês e nem rescisão dos funcionários. Como posso fazer minha declaração (já que foi retido imposto na fonte em 2013) sem ter recebido o informe de rendimentos da empresa?

Se você estiver obrigado à apresentação da declaração, na falta do informe de rendimentos, utilize os contracheques para informar os rendimentos e o imposto retido na fonte.

 

- Em março de 2013 comecei a sofrer a retenção mensal do IRRF, porém, o valor total de rendimentos ao fim do exercício não chega ao estipulado, ou seja, R$ 25.661,70. Assim sendo, gostaria de saber se mesmo assim preciso fazer a declaração por ter sofrido os descontos?

Mesmo desobrigada, a pessoa física pode apresentar a declaração para solicitar a restituição do imposto de renda retido na fonte.

 

- Profissional autônomo que loca imóvel para instalação de seu escritório, para o exercício da profissão, pode deduzir o valor do aluguel como despesa no livro Caixa?

Sim. Poderão ser deduzidas todas as despesas de custeio. A despesa de custeio é aquela indispensável à percepção da receita e à manutenção da fonte produtora. O valor da dedução não poderá exceder a receita mensal da respectiva atividade, sendo permitido o cômputo do excesso de dedução nos meses seguintes até dezembro.

 

- Gostaria de saber como faço para declarar a condução que pago pro meu filho ir pro colégio. Não consigo declarar, gostaria de saber se é possível e como fazer.

As despesas com transporte não se enquadram no conceito de despesas com instrução, sendo, portanto, indedutíveis na declaração do imposto de renda. Não informe tais valores.

 

- O profissional autônomo pode deduzir do IRPF as despesas com aquisição de livros, jornais, revistas, roupas especiais etc.?

Sim. Caso o profissional exerça funções e atribuições que o obriguem a comprar roupas especiais e publicações necessárias ao desempenho de suas funções e desde que os gastos estejam comprovados com documentação hábil e idônea e escriturados em livro Caixa.

 

- Sou viúva, professora e meu filho mais velho tem 25 anos e cursa medicina numa faculdade particular onde conseguiu um financiamento de 80%, porém preciso arcar com as despesas de 20% (cerca de R$ 960) e despesas pessoais, livros e etc. Meu filho depende exclusivamente de mim. Posso declará-lo como dependente?

Podem ser considerados dependentes, até 24 anos de idade, os filhos que ainda estiverem cursando estabelecimento de ensino superior ou escola técnica de segundo grau. Se ele completou 25 anos durante o ano de 2013 ainda pode ser tratado como dependente e o valor pago de despesa de instrução pode ser informado na ficha pagamentos efetuados. As despesas pessoais e de livros não são despesas de instrução.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você aprovou a seleção convocada por Dunga?