JF. terça-feira 27 jun 2017
OUÇA AGORA
Publicidade


Primeiras pesquisas

Duas pesquisas de intenção de voto nas eleições municipais de Juiz de Fora foram registradas na última sexta-feira junto ao TRE-MG. Contratado pela TV Juiz de Fora Ltda., a Integração, o Ibope já colhe informações na cidade desde o último sábado. A consulta tem previsão de se estender até a próxima quinta-feira, quando os dados devem ser divulgados. Entre as perguntas estarão qual o candidato a prefeito é preferido pelo eleitor. O questionamento é feito duas vezes: uma delas de forma espontânea e outra apresentando os nomes dos sete concorrentes. A outra pesquisa foi contratada pelo Sinserpu. O questionário contém perguntas espontâneas e ainda apresenta a lista de candidatos para escolha do entrevistado. O levantamento será consolidado pela Projetar Consultoria e deve ser publicado também no dia 25.

Menos de um mês
O prazo de um mês para que os eleitores solicitem a segunda via de seu título começou a correr ontem. Tal prerrogativa poderá ser feita até o dia 22 de setembro e está aberta para aqueles que estão em dia com Justiça Eleitoral. Para o requerimento, os interessados precisarão ter em mãos documento oficial de identificação: carteira de identidade, de trabalho ou carteiras emitidas por órgãos reguladores de profissão. Segundo o tribunal, a segunda via só será expedida apenas para os votantes que não efetuarem alteração de dados no momento da solicitação. Em todo o estado, os cartórios têm funcionado em regime de plantão, aos finais de semana e feriados.

Três dias
Daqui a três dias será dada a largada para a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão, que será veiculada a partir de sexta-feira. As aparições dos candidatos este ano trarão novas regras. O “blocão” com os candidatos a vereador – que em alguns casos traziam apresentações, digamos, engraçadas – já não existe mais. Serão dois programas de dez minutos por dia destinados exclusivamente aos candidatos à Prefeitura. Aos postulantes ao Legislativo, restarão a divisão de 28 minutos diários em inserções ao longo da grade de programação das emissoras. Os concorrentes à Prefeitura também terão direito a inserções que totalizarão 42 minutos por dia.

 

Tabuleiro da disputa pela PJF definido

As cartas estão na mesa. Juiz de Fora terá sete postulantes à Prefeitura. Os nomes foram confirmados entre o dia 20 de julho e a noite de sexta-feira (5), prazo final para a realização das convenções partidárias. Além do prefeito Bruno Siqueira, (PMDB), que tentam a eleição, dois quadros voltam ao páreo: a deputada federal Margarida Salomão (PT), que chegou no segundo turno em 2008 e 2012, e a professora Victória Mello (PSTU). Outros quatro nomes são marinheiros de primeira viagem nos mares de uma eleição majoritária. São eles: os deputados estaduais Lafayette Andrada (PSD) e Noraldino Júnior (PSC), a servidora pública Maria Ângela (PSOL) e o empresário Wilson da Rezato.

 

Últimos atos

A reta final das convenções partidárias delineou os últimos atos de um jogo que já vinha sendo jogado há algumas semanas – bastante intensificado antes do apito final. Os nomes de Noraldino e de Victória foram ratificados por correligionários ontem. O deputado estadual do PSC também deixou para definir o quadro que ocupará a cadeira de vice-prefeito em sua chapa no Dia D. A solução, contudo, não fugiu à especulação, e o delegado da Polícia Federal Cláudio Dornelas (PSC) foi confirmado. Victória também confirmou o vice-prefeito da chapa pura do PSTU, com a escolha do servidor da rede estadual de ensino José Maria Carneiro.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Reviravolta

O clímax da reta final, no entanto, se deu na convenção do PPS. O partido chegou a trabalhar a pré-candidatura do empresário Eduardo Lucas (PPS). A empreitada não decolou, e a legenda acabou definindo apoio à candidatura de Lafayette Andrada. Até aí, nada que não tenha sido especulado nos últimos dias. O fato novo, contudo, foi a indicação de Eduardo Lucas como candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada pelo PSD. O arranjo de última hora resultou na saída do presidente licenciado da Associação Comercial, Aloísio Vasconcelos (PSL), do jogo. Pela construção, o próprio Aloísio renunciou à nomeação, abrindo espaço para o aperto de mão entre Lafayette e o PPS.

Foto:Divulgação

Foto:Divulgação

Calendário

A partir de hoje, o calendário eleitoral traz novas vedações relativas às propagandas de candidatos e partidos. A regra proíbe emissoras de rádio e televisão transmitirem em programação normal ou noticiário imagens de realização de pesquisa em que seja possível identificar o entrevistado ou que haja manipulação de dados. Tais emissoras também não podem veicular propaganda política ou difundir opinião favorável ou contrária a candidatos e partidos. Alusões às candidaturas também não poderão ser realizadas, mesmo que dissimuladamente, em filmes, novelas, minisséries ou qualquer outro formato. Neste caso, a exceção são os programas jornalísticos e os debates.

Aplicativo

Já está disponível na Apple Store e Google Play o aplicativo “candidaturas 2016″, disponibilizado pela Justiça Eleitoral. A ferramenta virtual permite que os eleitores tenham acesso aos nomes que irão disputar prefeituras e cadeiras nos legislativos municipais nas eleições de outubro. Atualizado após a criação de produto similar no pleito de 2014, agora o app permitirá aos usuários acompanhar a prestação de contas dos candidatos. Entre as informações que integrarão o sistema estão itens como dados pessoais e declaração de bens, além de outros detalhes do registro. Todas as informações são obtidas diretamente das bases de dados do Tribunal Superior Eleitoral e atualizadas três vezes ao dia, sempre às 8h, 14h e 19h.

Regra do Jogo 05/08/16

Juntos

A deputada Margarida Salomão (PT) é o quinto nome confirmado na corrida pela Prefeitura nas eleições de outubro. A candidatura da petista, em chapa que terá o vereador Chico Evangelista (PROS) como vice-prefeito, foi confirmada ontem à noite, durante realização de convenção partidária dos Partido dos Trabalhadores. Além de ter seu nome ratificado para volta ao páreo pela terceira vez, após ter chegado ao segundo turno nas eleições municipais de 2008 e 2012, a parlamentar consolidou um apoio importante. Também à noite, o PCdoB realizou seu debate interno e acabou definindo apoio à Margarida. Com a decisão, a pré-candidatura de Wadson Ribeiro (PCdoB), que chegou a trabalhar por uma empreitada pessoal ao Executivo, acabou descartada.

 

Últimas horas

Com o prazo para a realização de convenções partidárias se encerrando hoje, alguns partidos ainda vão deliberar qual caminho irão seguir na sucessão municipal. Dois nomes já são considerados certos na disputa e devem ter receber o aval de suas legendas nesta sexta-feira. O deputado estadual Noraldino Júnior (PSC) será confirmado durante encontro do PSC agendado para o início da tarde. Já a professora Victória Mello (PSTU) também retornará à disputa, o que deve ser oficializado à noite, em debate interno do PSTU. Com sete candidaturas a prefeito praticamente definidas, a única incógnita ainda paira sobre a convenção do PPS, que tem como pré-candidato o empresário Eduardo Lucas (PPS). Uma composição com outras empreitadas segue em pauta.

Candidatura de Margarida será oficializada hoje

A deputada federal Margarida Salomão (PT) deve ser o quinto nome confirmado na disputa pela Prefeitura de Juiz de Fora. A oficialização de sua candidatura vai ocorrer hoje à noite, em convenção marcada no sede do Sinserpu. Também deve estar presente no evento o vereador Chico Evangelista (PROS), que será o candidato a vice-prefeito na chapa petista. Antes de Margarida, outros quatro postulantes ao Executivo municipal já foram definidos em encontros partidários: Maria Ângela (PSOL), Lafayette Andrada (PSD), Bruno Siqueira (PMDB) e Wilson da Rezato (PSB). A noite de hoje será decisiva também para outro quadro colocado como pré-candidato. O PCdoB, que tem o suplente de deputado federal Wadson Ribeiro (PCdoB), realiza plenária na Câmara. Uma possível empreitada de Wadson entretanto parece esvaziada diante da dificuldade encontrada pela legenda em arregimentar apoio de outras siglas.

 

Em três semanas

Há três semanas do início da propaganda eleitoral de rádio e TV, o cenário das coligações parece praticamente definido, mas os candidatos à PJF ainda fazem suas últimas jogadas em busca de apoio e de minutos preciosos. A publicidade oficial na mídia eletrônica começa no próximo dia 26, dez dias após a abertura oficial da atual campanha. Serão dois blocos diários de dez minutos de segunda-feira a sábado. No rádio, a transmissão será veiculada entre 7h às 7h10 e 12h às 12h10. Na TV, entre 13h às 13h10 e das 20h30 às 20h40. Apenas os prefeitáveis terão voz nestes espaços. Os postulantes ao Executivo também terão direito a 42 dos 70 minutos diários de inserções ao longo da grade, peças que terão 30 e 60 segundos cada. Assim, restarão aos candidatos à Câmara 28 minutos dispostos ao longo da programação das emissoras de rádio e TV.

Eleitores devem ficar atentos para prazos de emissão de 2ª via de título

Os eleitores que precisam solicitar a segunda via do título de eleitor devem ficar atentos às datas definidas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O prazo para aqueles que pretendem requerer novo documento fora de seu domicílio eleitoral é mais curto, e a prerrogativa de realizar o pedido em qualquer cartório eleitoral do país se expira nesta quarta-feira (3). Para os eleitores que se encontrarem em sua cidade, o pedido poderá ser efetuado até o dia 22 de setembro – nestes casos, a segunda via é emitida de imediato. Para a solicitação, é necessária a apresentação de carteira de identidade com foto. Em Juiz de Fora, tais procedimentos podem ser feitos na Avenida Presidente Itamar Franco 1.420, Centro. Nesta quarta também se expira o prazo para a nomeação de mesários e pessoal de apoio logístico dos locais de votação, relação que ainda deve ser publicada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Minas Gerais.

Rede Sustentabilidade define apoio a Lafayette Andrada

Há dois dias do fim do período para a realização das convenções partidárias, a candidatura do deputado estadual Lafayette Andrada (PSD) à Prefeitura acertou mais um apoio. Em encontro realizado nesta terça-feira (2), a Rede Sustentabilidade definiu caminhar ao lado da coligação “Pra Melhorar Juiz de Fora” e estará no palanque do parlamentar nas eleições de outubro. A decisão foi tomada por unanimidade após conversar com outros pré-candidatos, tendo como principal fomento a assinatura de Lafayette a termo de compromisso com questões pertinentes à sustentabilidade. De certa forma, a decisão frustra um pouco as mobilizações de outros prefeitáveis, como o suplente de deputado federal Wadson Ribeiro (PCdoB), que chegou a manter tratativas com a Rede e ainda trabalha para viabilizar um projeto eleitoral visando a PJF.

Até o final de semana

Reta final
Restam quatro dias para as agremiações partidárias com diretórios municipais realizarem suas convenções e deliberarem sobre as indicações de candidatos e sobre a consolidação de alianças. Na disputa majoritária, quatro nomes já tiveram seus nomes oficializados na disputa pelo Executivo: Bruno Siqueira (PMDB), Lafayette Andrada (PSD), Maria Ângela (PSOL) e Wilson da Rezato (PSB). A expectativa é de que pelo menos outros três nomes sejam agraciados até sexta-feira. O número ainda pode ser maior. Todavia, diante do esticar das cordas nas negociações de última hora, alguns projetos parecem perder força. O fato é que, pela primeira vez, em 34 anos, nenhum dos três ex-prefeitos que se revezaram no comando da entre 1983 e 2012 – Tarcísio Delgado (PSB), Custódio Mattos (PSDB) a Alberto Bejani (PSL) – aparecerá entre os concorrentes à Administração Municipal.

Pré-candidatos
Entre os nomes cotados para a disputa, o deputado estadual Noraldino Júnior (PSC) e a congressista federal Margarida Salomão (PT) já lançaram suas pré-candidaturas e, mesmo que extraoficialmente, têm seus nomes garantidos na disputa. A confirmação da indicação petista vai ocorrer em convenção agendada para quinta-feira. Já o PSC deixou seu evento para o último dia do prazo e se reúne na sexta-feira. Curiosamente, os dois parlamentares foram majoritários na cidade nas eleições de 2014. Margarida foi a deputada federal mais votada em Juiz de Fora há dois anos, com 53.485 votos; enquanto Noraldino foi o mais lembrado na disputa por uma cadeira na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), obtendo 38.471 votos.

Mais três?
Outros três pré-candidatos ainda poderão ser confirmados na disputa pela PJF. A situação que parece mais próxima de se solidificar é o retorno da professora Victória Mello (PSTU) ao páreo quatro anos após ter sido candidata pela primeira vez. A convenção do PSTU está agendada para sexta-feira. Outras duas candidaturas ainda estão em construção. O PCdoB, que pode lançar Wadson Ribeiro (PCdoB), tem convenção marcada para quinta-feira. A candidatura de Wadson depende de articulações partidárias e ainda não está definida. Da mesma forma, uma possível empreitada de Eduardo Lucas (PPS) segue no campo das possibilidades, enquanto seu partido – que faz convenção na próxima sexta-feira – tem dialogado com outras legendas e postulantes ao Executivo.

Antônio Almas será vice na chapa de Bruno Siqueira

A dobradinha entre PMDB e PSDB em torno do projeto de reeleição do prefeito Bruno Siqueira (PMDB) estava confirmada há alguns meses e foi oficializada em convenções partidárias recentes. Apesar de bem resolvida, a aliança conviveu com uma pendência que se arrastou até a noite desta segunda-feira: quem será o candidato a vice-prefeito da coligação? O acerto feito com os peemedebistas garantia aos tucanos a indicação. A decisão se arrastou, e o martelo foi batido em reunião fechada entre caciques do PSDB. Desde a aproximação do partido com a candidatura de Bruno, o coronel da reserva Ronaldo Nazareth (PSDB) aparecia como favorito para a nomeação. Nos últimos dias, no entanto, o ex-vereador Antônio Almas (PSDB) passou a ganhar força e acabou agraciado sem a necessidade de votação, já que Nazareth abriu mão da disputa. Assim, Almas será o nome que aparecerá ao lado do atual chefe do Executivo na urna eletrônica no pleito agendado para outubro.

Regra do jogo 30-07-16

Pré-candidatura

As peças da sucessão política seguem se movimentando para garantir lugar ao sol no tabuleiro da sucessão municipal. Neste sábado (30), três postulantes ao Executivo tiveram agendas relevantes. O deputado estadual Noraldino Júnior (PSC) realizou um evento no ginásio do Olímpico para lançar sua pré-candidatura. Além da presença de vereadores do PSC e de pré-candidatos ao Legislativo de partidos aliados – PEN, PHS e PMB e PTN -, o encontro contou ainda com a participação do deputado federal Marcelo Aro (PHS). Diante de correligionários, Noraldino se apresentou sob o slogan que defende uma “Juiz de Fora compartilhada”, clara referência às redes sociais, onde o parlamentar tem grande atuação e capilaridade. Ao lado de familiares, o pré-candidato reviveu sua trajetória pessoal e pública e propôs mudanças na forma de gestão da Prefeitura, projetando um governo mais próximo da população.

 

Convenções

Enquanto Noraldino confirmou sua pré-candidatura, dois outros nomes ratificaram seus nomes na disputa durante convenções partidárias realizadas pela manhã. O PMDB consagrou o retorno do prefeito Bruno Siqueira (PMDB) à disputa, após a campanha vitoriosa de 2012. Apesar de ainda existirem conversas em andamento, o projeto que pretende dar sustentação à empreitada peemedebista por mais quatro anos de mandato já conta com o apoio de outras cinco legendas: o PP, o PRB, o PSDB, o PTB e o PV. O grande leque de siglas pode ser importante para Bruno durante a campanha eleitoral que terá início no próximo dia 16, já que garantirá ao atual chefe do Executivo uma fatia relevante do tempo e das inserções reservada à propaganda de rádio e TV. O encontro foi realizado na sede do PMDB.

 

Chapa pura

Outro que teve seu nome referendado por seu partido neste sábado foi Wilson Rezende (Wilson da Rezato, PSB). A candidatura do empresário da construção fechou apoio com outras duas siglas: o PRP e o PTdoB. A convenção foi presidida pelo deputado federal Júlio Delgado (PSB) e contou com a presença dos vereadores socialistas e do ex-prefeito Tarcísio Delgado (PSB). Contudo, a grande novidade da solenidade foi a confirmação de que o PSB sairá com chapa pura na disputa majoritária, após a indicação do comerciante Aloísio Gonçalves (PSB) como candidato a vice-prefeito na chapa. Em seu discurso, Wilson voltou a defender a necessidade de ações capazes de alavancar o desenvolvimento econômico de Juiz de Fora.

 

Vices

Se Wilson da Rezato já tem o nome de seu candidato a vice-prefeito definido, o mesmo não pode se dizer das mobilizações encabeçadas por Bruno e Noraldino. Durante a convenção do PMDB, os dois nomes cotados para a vaga na chapa do atual prefeito – o coronel da reserva Ronaldo Nazareth (PSDB) e o ex-vereador Antônio Almas (PSDB) – marcaram presença. O martelo, todavia, só deve será batido na segunda-feira, em encontro que reunirá peemedebistas e tucanos, cabendo a decisão ao PSDB. No caso de Noraldino, a bola da vez ainda segue sendo o delegado da Polícia Federal, Cláudio Dornellas. Como existem conversas em andamento o nome ainda não foi oficializado. Contudo, durante a convenção deste sábado, o deputado estadual garantiu que, independentemente de indicação, Dornellas deve ser nome forte em um possível Governo do PSC, com responsabilidade para discutir as questões pertinentes à segurança pública.

 

Proporcionais

Os encontros deste sábado também definiram alguns aspectos da disputa por cadeiras na Câmara. Na convenção que ratificou o nome de Bruno na corrida pela reeleição, o PMDB, dos vereadores de Ana Rossignoli, Antônio Aguiar e Julio Gasparette, aprovou coligação com o PPL para as eleições proporcionais. Já o PSB, de Wilson da Rezato, que tem dois mandatos no Legislativo exercidos por Cido Reis e Jucelio Maria, irá fazer composição com o PRP e PTdoB. No caso do PSC, de Noraldino e dos vereadores André Mariano, Vagner de Oliveira, José Emanuel e Oliveira Tresse, será formada uma chapa pura. Assim, a tendência é de que PEN, PMB, PTN e PHS façam composições próprias. O PHS, aliás, deve trazer um velho sobrenome de volta à disputa pelo Legislativo e apresentou Carla Bejani, filha do ex-prefeito Carlos Alberto Bejani, como pré-candidata. E não será a única. Bejani Júnior, que também é filho do ex-chefe do Executivo, é pré-candidato ao Palácio Barbosa Lima pelo PTC.

PSD confirma candidatura de Lafayette Andrada à PJF

Divulgação

Com o andamento das convenções partidárias, as peças seguem se posicionando no tabuleiro do jogo da sucessão do Poder Executivo juiz-forano. Em encontro realizado nesta terça-feira (26), na Câmara, foi a vez do deputado estadual Lafayette Andrada (PSD) ter seu nome agraciado como postulante à Prefeitura pelo Partido Social Democrático. Lafayette é o segundo a garantir, de forma oficial, seu ingresso em uma disputa que pode ter até nove nomes. Antes dele, no último sábado a filósofa e servidora pública Maria Ângela (PSOL) já havia afiançado seu nome no páreo durante evento do Partido Socialismo e Liberdade.

Vice
A convenção do PSD, que ratificou o nome de Lafayette, confirmou ainda a aliança da sigla com PTC e PSL, que terá como candidato a vice-prefeito na chapa o ex-presidente da Associação Comercial, Aloísio Vasconcelos. O evento foi prestigiado pela presença dos vereadores José Fiorilo (PTC), Nilton Militão (PTC) e Luiz Otávio Coelho (Pardal, PTC). Este último, aliás, foi líder do Governo na Câmara entre 2013 e junho deste ano, mas não estará no mesmo palanque que o atual prefeito Bruno Siqueira (PMDB), que corre pela reeleição. Também compareceu o deputado federal e presidente do PSD em Minas Gerais, Diego Andrade.

Publicidade

Top