Publicidade

26 de Junho de 2014 - 20:41

Por Tribuna

Compartilhar
 

Pagou geral

Quando desceu para sua caminhada matinal na manhã ensolarada mas ainda fria de ontem na Granja Comary, em Teresópolis, o técnico da Seleção Brasileira, Luiz Felipe Scolari, já devia ter na cabeça a troca e as alternativas que estudaria em seu time titular mais tarde, buscando a escalação para a partida contra o Chile. Mas o comandante do Brasil certamente não imaginava que terminaria o último dia na concentração na serra com um problema médico e com sua equipe principal tendo uma atuação abaixo do esperado diante dos reservas mesmo após suas broncas, o que causou certa apreensão para o confronto de sábado às 13h, em Belo Horizonte, pelas oitavas de final do Mundial.

Caminhando ao lado do diretor técnico, Carlos Alberto Parreira, e seu auxiliar, Flávio Murtosa, Felipão parecia sereno, bem diferente do homem que terminaria a atividade. De início, o técnico do Brasil repetiu a mudança que havia feito na vitória por 4 a 1 sobre Camarões, no último jogo da fase de grupos. No meio de campo, Paulinho deu lugar a Fernandinho, que terminou por participar de toda atividade entre os titulares, dando a quase certeza de que, com a boa atuação diante dos camaroneses, ganhou mesmo o posto de segundo volante da Seleção.

Mas ainda na primeira metade do treino, que teve dois tempos de 22 minutos cada, Paulinho mostrou que quer brigar para voltar à equipe. Depois de Fred abrir o placar aproveitando chute cruzado de Hulk, o volante do Tottenham, da Inglaterra, recebeu dentro da área bom passe de Willian, que arrancara com a bola desde o meio de campo, e empatou o treinamento. Testando um posicionamento diferente, Felipão colocou Neymar, estreando seu novo par de chuteiras douradas, mais centralizado e próximo a Fred, com Hulk aberto no esquerda e Oscar na ponta direita. Mas o ataque titular conseguiu articular pouco as jogadas ofensivas.

 

Preocupação na zaga 

No intervalo, Felipão ganhou uma dúvida. Com dores nas costas, o zagueiro David Luiz pediu para deixar a atividade mais cedo e foi substituído por Dante. O titular da zaga seguiu logo depois para o departamento de fisioterapia da Granja Comary para iniciar o tratamento do que mais tarde foi diagnosticado como uma contratura na região dorsal. Ele será reavaliado pelos médicos nesta sexta-feira (27) para saber se tem ou não condições de atuar diante do Chile, em partida que vale vaga nas quartas de final da Copa 2014.

Além de Dante, que será o substituto de David Luiz caso esse não atue no sábado, Felipão fez outra mudança no time principal logo na volta para o segundo tempo do treino. Na lateral-direita, Daniel Alves deu lugar a Maicon. Mas o novo ala brasileiro não deu muita sorte ao integrar os titulares, pois após cruzamento da direita cortado pela zaga, tentou atrasar para Júlio César e acabou encobrindo o goleiro do Brasil, colocando 2 a 1 para os reservas no placar.

 Bronca 

A todo momento, Felipão pedia mais dedicação dos homens de frente na marcação adiantada e velocidade na saída de sua equipe para o ataque. O comandante brasileiro parou o treino várias vezes e, na segunda metade, chegou a dar uma bronca geral de cerca de 5 minutos, reclamando da displicência de seus titulares depois de o centroavante Fred errar um passe sem marcação para o lateral-esquerdo Marcelo.

Nos minutos finais da atividade, o comandante brasileiro trocou Hulk pelo volante Ramires. Os titulares chegaram a balançar novamente a rede, mas o lance surgiu de uma repetição de escanteio após corte da zaga reserva e, no lance, o meia Oscar, que finalizou para o gol, ganhou dividida com o goleiro Victor com as mãos, antes de empurrar para o virtual empate. No fim, foi notória a irritação de Luiz Felipe Scolari, que tem agora uma dúvida médica e ainda terá um pouco mais de trabalho hoje para deixar o time do jeito que quer para pegar o Chile.

A delegação brasileira deixou Teresópolis por volta das 18h, rumo à Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro, onde pegou voo até Belo Horizonte. A Seleção chegou à capital mineira na noite de ontem e, hoje, treina às 13h no campo do Sesc de Venda Nova, já que o Mineirão, palco do confronto com os chilenos, terá seu gramado poupado. Assim, as duas equipes não poderão fazer o tradicional treino de reconhecimento do estádio na véspera da partida.

Quinta-feira de dia claro, sem nuvens, na Granja Comary
Trio fez sua habitual caminhada após o café da manhã
Movimentação de jornalistas já é grande na Granja Comary
Atletas da Seleção Brasileira já estão em campo
Jogadores iniciam aquecimento antes de treinarem
Jornalistas se concentram para acompanhar treino
Goleiro acena para torcedores
Fred fala com os jornalistas
Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que os resultados do programa "Olho vivo" vão inibir crimes nos locais onde estão as câmeras?