Publicidade

20 de Janeiro de 2014 - 20:24

Finalistas serão apresentados no dia 14 de fevereiro

Por Tribuna

Compartilhar
 

Após a análise das 55 composições inscritas no 4º Concurso de Marchinhas Carnavalescas de Juiz de Fora - Prêmio Armando Toschi (Ministrinho), a Funalfa divulgou as 12 selecionadas para a final da competição. Além de Juiz de Fora, compositores de Ubá, Bias Fortes, São João Nepomuceno e Rio de Janeiro participaram desta primeira etapa de seleção. O próximo passo será a apresentação das finalistas ao público, no dia 14 de fevereiro, sexta-feira, às 21h, no Clube Sírio Libanês/Fátima Buffet (Avenida Barão do Rio Branco, 3.480 - Passos). As marchinhas passarão pela avaliação de um corpo de jurados, que premiará as três melhores composições, além do melhor intérprete. O primeiro lugar ganhará R$ 1.500, segundo, R$ 1 mil, e o terceiro colocado e o melhor intérprete receberão R$ 800 cada. Ingressos para a final do concurso estarão à venda a partir do dia 27, segunda-feira, na sede da Funalfa.


4º Concurso de marchinhas - Finalistas

1. "Acha a China", de Roni Valk, Ingrid Valk e Fátima Gouvêa (Rio de Janeiro)

2. "A mulher e o B.O.", de Nely Gonçalves (São João Nepomuceno)

3. "Dedéia a loba", de Carlos D´Carreira (Juiz de Fora)

4. "Eu já bebi, não foi à toa", de Otávio Rodrigues de Paula (Juiz de Fora)

5. "Já dizia o meu guru", de Adriano Brandão de Oliveira e Olímpio Brandão de Oliveira (Juiz de Fora)

6. "Marcha do capital", de Carlos Fernando Cunha (Juiz de Fora)

7. "Nau em alto-mar", de Juan Felipe Souza Oliveira (Juiz de Fora)

8. "O baile", de Adriano Brandão e Toinho Gomes (Juiz de Fora)

9. "Sem tema nem bandeira", de Ricardo Barroso (Juiz de Fora)

10. "Trem da alegria", de Toinho Gomes e Mamão (Juiz de Fora)

11. "Tributo a ministrinho", de Zezé do Pandeiro (Juiz de Fora)

12. "100 anos de um menestrel", de Jansen Narciso e Carlos Fernando Cunha (Juiz de Fora)

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?