Publicidade

19 de Dezembro de 2013 - 07:00

Mãe e filha, Assunção e Gabriela Calderano lançam hoje o livro 'Temas para sonhar', criado a partir de experiência pessoal

Por JÚLIA PESSÔA

Compartilhar
 
Publicação surgiu do hábito de Assunção em sugerir temáticas para os sonhos da filha Gabriela
Publicação surgiu do hábito de Assunção em sugerir temáticas para os sonhos da filha Gabriela

"Ainda pequena, eu demorava muito para dormir e pedia que minha mãe sugerisse temas para eu ficar pensando para poder pegar no sono e sonhar com eles", conta Gabriela Calderano Barbacovi, hoje com 10 anos. Do hábito à cabeceira da cama compartilhado por ela e sua mãe, Maria da Assunção Calderano, que sugeria o mote de seus sonhos, surgiu o poético livro "Temas para sonhar", que traz ideas para embalar o imaginário de crianças, mas acaba encantando sonhadores de qualquer idade. "A princípio, a ideia era fazer um livro infantil, mas pessoas de todas as idades estão viajado a partir dos temas, que acabam mexendo com as emoções e o autoconhecimento de todos, independentemente de ser adulto ou criança", observa Assunção.

Nas páginas, tentadoras ideias como "uma mochila voadora para conhecer todos os lugares" misturam-se a convites irresistíveis como "brincar em uma chuva toda colorida" e temas que levam à reflexão como "uma cidade feliz, em que todos têm o que comer, onde morar e boas escolas", além do emotivo "pessoas legais para abraçar". "Queríamos, em vez de contar uma história, ajudar cada criança a contar a sua própria, com links do seu cotidiano, questões que alimentam a imaginação e os valores que estimulam a cidadania", conta Assunção.

Delicadamente ilustrada por Paulo Talarico, que capta precisamente a atmosfera onírica do trabalho, a edição foi inteiramente idealizada por Gabriela e Assunção, que acompanharam cada etapa desde o nascimento do livro. "O Talarico conseguiu ilustrar exatamente o que estava na nossa imaginação", resume Gabriela, destacando que a rotina antes de dormir que acabou virando livro aproximou-a ainda mais da mãe. "Toda noite, aquele tempo era só nosso, ficamos mais próximas nos sonhos e na vida, e ver que isso se transformou em livro é muito emocionante", diz a menina.

Emocionada, Assunção, que é professora da UFJF, fala sobre o crescimento mútuo com o projeto, dizendo que aprendeu também a sonhar a partir do imaginário que passou a compartilhar com Gabriela. "Depois de dividir este momento com ela, não conseguia me desligar, voltar ao computador e retomar as atividades de trabalho. Ela me ensinou a ir para outro mundo, e notei que ela amadureceu muito durante todo o projeto, passando, por exemplo a questionar alguns temas que eu sugeria, debatendo novos comigo, e hoje sou eu quem, às vezes, peço que ela me dê algo para sonhar", conta a docente, acrescentando que o livro retrata bem este diálogo entre as linguagens de adultos e crianças.

Segundo Assunção, duas editoras fizeram propostas para o lançamento do livro, o que poderia fazer com que o projeto demorasse um pouco mais para ser apresentado, e por isso houve a decisão de arcar com os custos do projeto. "Começamos a discutir a possibilidade de fazer o livro mais seriamente esse ano, e achei que ele devia ser encerrado com a publicação. Além disso, queria que a Gabriela aproveitasse muito este momento, o que podia não ser tão intenso se ela fosse mais velha", conta a mãe, acrescentando que a filha curtiu cada minuto do pré-lançamento da obra entre amigos e professores em sua escola.

"Temas para sonhar" também teve um début antes do lançamento oficial em uma creche comunitária, parte de uma ação social em que as autoras fizeram questão de se engajar, doando exemplares para as crianças matriculadas. "Queríamos que, de fato, os sonhos chegassem a todas as pessoas, especialmente as crianças, sem que a situação econômica fosse um obstáculo", diz a autora.

TEMAS PARA SONHAR

de Gabriela Calderano Barbacovi e Maria da Assunção Calderano

Lançamento hoje, às 18h

Livraria Internacional SBS

(Rua Santa

Rita 490)

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?