Publicidade

24 de Janeiro de 2014 - 07:00

Detonautas apresentam canções recentes, como 'Quem é você?', e sucessos hoje no Cultural

Por BÁRBARA RIOLINO

Compartilhar
 
Liderada pelo vocalista Tico Santa Cruz (no centro), a banda Detonautas faz críticas à sociedade
Liderada pelo vocalista Tico Santa Cruz (no centro), a banda Detonautas faz críticas à sociedade

O incidente ocorrido durante o evento promovido pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE) no campus da UFJF, realizado em agosto do ano passado, parece não ter abalado os planos de retorno a Juiz de Fora dos Detonautas. Pelo contrário. Para provar que não ficaram ressentimentos, o grupo sobe nesta sexta ao palco do Cultural Bar. "Sabemos que em Juiz de Fora o clima é bom, e a galera curte nosso som. Será uma noite especial. Vamos tocar um pouco de tudo como hits que já lançamos, músicas novas como 'Quem é você?', 'Forever alone', 'Combate' e clássicos de Raul Seixas, Legião Urbana, Charlie Brown Jr. e bandas que a gente gosta", ressalta o vocalista Tico Santa Cruz em entrevista à Tribuna.

Canções que retratam amor e afeto, como "Quando o sol se for" e "Olhos certos", que colocaram o grupo na história do pop rock brasileiro, têm dado espaço a questões mais sérias, retratadas em composições que fazem críticas fortes à realidade no Brasil. Na recente "Quem é você?", sucesso absoluto nas rádios juiz-foranas, os Detonautas procuram abrir os olhos das pessoas sobre as injustiças em que muitos estão inseridos, como os impostos, que deveriam ser revertidos em serviços para a população.

"Nós sempre adotamos essa postura crítica sobre sociedade e política desde o primeiro disco. A diferença é que 'Quem é você?' conseguiu furar o bloqueio que existe na música pop com assuntos referentes a estes temas e se popularizou. Isso fez com que a mensagem fosse passada através de rádios e TVs e consequentemente atingisse mais pessoas", avalia Tico. O tocante à realidade também ganhava proporções em seus videoclipes, como o da música "O dia que não terminou", do álbum "Roque Marciano", composto por cenas reais de acidentes de trânsito e ações de resgate. Imagens fortes que fizeram com que a crítica denominasse a obra como "sensacionalista". "São 17 anos na ativa. Tivemos algumas perdas e muitos ganhos, mas, acima de tudo, mantivemos a coerência e o respeito com o nosso público. Isso foi nos dando credibilidade para que as pessoas entendessem quais são nossas motivações."

Em quase duas décadas dedicadas à música, Tico faz uma reflexão sobre o amadurecimento musical dos Detonautas neste período. "Minhas letras estão relacionadas ao que leio, ao meu dia a dia. São confessionais, baseadas em literatura, filosofia, utopias. Não escrevo hoje, com 36 anos, o que escrevia quando tinha 18. Onde estaria nosso amadurecimento? Congelado em fórmulas de sucesso? Preferimos o risco. Isso nos faz estar sempre em busca das transformações", ressalta.

 

Sobre os planos futuros, o músico diz que apenas mantém o desejo de seguir a dinâmica em que a banda se encontra atualmente: à margem do mercado fonográfico, já que está prestes a lançar o quinto trabalho em estúdio de forma independente. O gás para esta guinada foi reforçado após a apresentação na edição do Rock in Rio de 2011, como a primeira banda do cenário musical independente a tocar no palco principal.

Quando Tico participou da terceira edição de "A fazenda", reality show da Record, em 2010, o público conheceu um outro lado do artista: mais polêmico e questionador. "É difícil desvincular minhas declarações e atividades extra-banda daquelas compartilhadas pela banda. As coisas que falo fora são de minha responsabilidade, e nem todas representam a opinião da banda. Os Detonautas são quatro caras que têm em comum o desejo de viver de música e rodar o país realizando sonhos."

Após a saída do baixista Tchello, anunciada em dezembro de 2013, a banda hoje é formada por Tico nos vocais, Renato Rocha e Fábio Brasil nas guitarras, e DJ Cléston. Encerrando a noite no Cultural Bar, os juiz-foranos da Babylon Brasil assumem o microfone com rock, samba-rock-soul, funk-rock e reggae, além de autorais como "A condição", "Comando geral" e "Como tem que ser".

 

Detonautas

 Hoje, às 23h

 Cultural Bar (Avenida Deusdedit Salgado 3955)

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você participa das celebrações da Semana Santa?