Publicidade

11 de Junho de 2014 - 06:00

Nas preciosidades de Minas, Pedra Dourada

Por CRISTINA BRAGA, ATRIZ E DIRETORA TEATRAL

Compartilhar
 
Cristina Braga em uma das cachoeiras de Pedra Dourada, na Zona da Mata Mineira
Cristina Braga em uma das cachoeiras de Pedra Dourada, na Zona da Mata Mineira

Localizada ao Leste da Zona da Mata Mineira, próxima aos municípios de Faria Lemos, Carangola, Vieiras, Eugenópolis, Tombos e São Francisco do Glória, a simpática e hospitaleira cidadezinha de Pedra Dourada (com pouco mais de 2.300 habitantes) nos fascina com suas belezas naturais. O nome se dá por conta da cor dourada que se destaca na pedra ao final das tardes chuvosas. Suas pedras imponentes, cachoeiras de águas claras e geladas e o verde que predomina (um dos maiores fragmentos de Mata Atlântica da região) compõem o visual da cidade.

Ao chegar, a sensação é de que você está livre para andar, sem pressa. Tudo corre devagar. O mugir do boi, o canto do galo e o cheirinho de café sendo torrado no quintal de casa nos remetem ao tempo em que se predominava a humildade.

No calor, nada mais apreciado do que um bom banho nas águas claras das cachoeiras tão próximas da área central. A caminhada é sempre priorizada, tendo em vista a pouca distância entre o Parque Municipal São João, território mais agitado por turistas em dias de sol, e as acomodações que variam com o gosto e disponibilidade monetária do visitante. O parque conta com duas lagoas, sendo uma delas com uma praça ao centro. No entorno, foi construída uma pista de caminhada e cooper, com 2km de extensão. A área do parque já era banhada por uma cachoeira, na qual foi construída uma piscina artificial.

Bons petiscos e bebidas servem como estímulo para o visitante relaxar e aproveitar os momentos na Cachoeira do Varandão, outro ponto turístico indispensável para aqueles que se disponibilizam a conhecer este pedacinho das Minas Gerais. Os mais aventureiros podem optar pelo Caminho da Luz. O percurso de 200km pode ser feito a pé, por sete dias, de bike ou a cavalo, passando por fazendas centenárias, cachoeiras, santuários e antigas estações ferroviárias. Partindo da cidade de Tombos, o passeio termina no Pico da Bandeira. Pedra Dourada está no meio do trajeto. Paz, tranquilidade, simplicidade e muito ar puro são diferenciais deste pequeno paraíso.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Governo federal deve refinanciar as dívidas dos clubes de futebol?