Publicidade

08 de Junho de 2014 - 06:00

Por Tribuna

Compartilhar
 
Mesmo esquecido, Juancho Barranco não desiste de lutar por justiça
Mesmo esquecido, Juancho Barranco não desiste de lutar por justiça

Um gaúcho dos bons, daqueles que lutam por justiça, perde sua casa e sua terra ao ser esquecido pela população, que passa admirar outro herói local. A solução? Partir pelo Pampa Argentino em busca de justiça e recuperar o que perdeu. Esta é a trama de "Juancho Barranco... Um gaúcho a tranco", espetáculo que será apresentado pela Cia. Macaco Elétrico, da Argentina, nesta segunda-feira, às 20h, no teatro da Sociedade Filarmônica de Juiz de Fora. O grupo, formado por Rosalia Jimenez, Brian Molfa e Tomas Yacachury, está pela segunda vez no Brasil, tendo se apresentado em diversos países da América Latina.

"JUANCHO BARRANCO... UM GAÚCHO A TRANCO". Nesta segunda-feira, às 20h, no teatro da Sociedade Filarmônica de

Juiz de Fora (Rua

Oscar Vidal 134)

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o resultado do PIB nos dois últimos trimestres vai interferir no resultado das eleições?