Publicidade

27 de Fevereiro de 2014 - 06:00

Por Tribuna

Compartilhar
 
Edson Leão é um dos integrantes do Parangolé Valvulado que apresentará repertório dos antigos carnavais
Edson Leão é um dos integrantes do Parangolé Valvulado que apresentará repertório dos antigos carnavais

Zé da Lira quer saber de máscaras, fantasias e marchinhas - ingredientes indispensáveis dos antigos carnavais. A Folia de Momo, que terá direito também a frevo e samba, acontece hoje, a partir das 22h, no Bom Te Ver. Os responsáveis pelo som são alguns integrantes do Bloco Parangolé Valvulado - Angelo Goulart (percussão), Danniel Goulart (guitarra e vocal), Edson Leão (vocal) e Wesley Carvalho (guitarra e vocal) -, além do percussionista do FBI e Eminência Parda, Luiz Lima (percussão e vocal). No repertório, canções de Morais Moreira, Caetano Veloso, Zé Ramalho, Geraldo Pereira, Noel Rosa, Chico Buarque, com espaço para uma versão em marchinha de "Sonífera ilha", dos Titãs. A figura festeira foi criada a partir de uma paráfrase de "Eu sou da Lira não posso negar", famoso verso de Chiquinha Gonzaga. "Numa homenagem bem-humorada à matriarca das canções carnavalescas, surgiu o primeiro nome: Nóis é da Lira. Daí para o surgimento do personagem-folião Zé da Lira, foi só uma questão da contribuição milionária de todos os erros (como diria Oswald de Andrade). Quando o percussionista/baterista Angelo Goulart chamou o grupo casualmente de Zé da Lira, nascia assim o personagem folião que dá nome ao grupo", comenta Edson Leão.

ZÉ DA LIRA. Hoje, às 22h, no Bom Te Ver (Rua Herminda Cerqueiro Vasconcellos

19 - Aeroporto)

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você participa das celebrações da Semana Santa?