Publicidade

17 de Julho de 2014 - 06:00

Por Tribuna

Compartilhar
 
Retrato do poeta por Guinard integra a mostra
Retrato do poeta por Guinard integra a mostra

Em 1994, a UFJF recebia a coleção de arte de Murilo Mendes, considerada a maior coleção internacional de arte moderna de Minas Gerais, incluindo peças com que o autor foi presenteado e outras adquiridas, seguindo seu aguçado olhar. Celebrando o 20º aniversário da chegada do acervo, o Museu de Arte Murilo Mendes (Mamm) inaugura hoje, às 20h, a exposição "Coleção Murilo Mendes no Brasil: 20 anos".

O intuito é apresentar o acervo em sua riqueza de leituras e perspectivas. Com mais de 60 obras, assinadas por mais de 30 artistas, a mostra reúne gravuras, pinturas, desenhos e uma escultura, representantes das diversas vertentes da arte moderna brasileira e internacional. A exposição passeia pelo abstracionismo italiano, com trabalhos de Alberto Mangnelli, Piero Dorazio, Giuseppe Capogrossi, pelo surrealismo, com obras de Max Ernst, Ismael Nery e Giorgio De Chirico, e também contempla o experimentalismo da optical art de Gaston Biggi, Victor Vasareli e Almir Mavignier.

Há, ainda, exemplos do modernismo oriental, de artistas como Nobyua Abe e Shu Takahash e trabalhos do casal Viera da Silva e Arpad Szenes. Os artistas brasileiros são representados por Candido Portinari, Oswaldo Goeldi, Fayga Ostrower, Alberto Guinard, Livio Abramo, Flávio de Carvalho, entre outros. A mostra traz também obras inusitadas, como uma cerâmica feita por ninguém menos que Picasso, com a qual Murilo foi presenteado, além de um cartão de Natal feito por Joan Miró e endereçado ao poeta.

COLEÇÃO MURILO MENDES NO BRASIL

Abertura hoje, às 20h. De terça a sexta, das 9h às 18h, sábados, domingos e feriados, das 13h às 18h. Até 16 de novembro

Mamm

(Rua Benjamin Constant 790)

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você já presenciou manifestações de intolerância religiosa?