Publicidade

04 de Janeiro de 2014 - 07:00

Por Tribuna

Compartilhar
 
Foliões se apresentaram na Praça Antônio Carlos no ano passado
Foliões se apresentaram na Praça Antônio Carlos no ano passado

Em sua contagiante canção "A festa de Santo Reis", Tim Maia já anunciava, em menção ao período entre 24 de dezembro e 6 de janeiro: "Eles chegam tocando sanfona e violão/Os pandeiros de fita carregam sempre na mão". Remetendo à viagem dos três Reis Magos para presentear o menino Jesus, as peregrinações de grupos de folia de reis marcam a época até o dia 6, quando é celebrada a festa à qual o síndico se refere em sua música. A Associação das Folias de Reis e Charolas de Juiz de Fora vem visitando moradias e levando bênçãos de Jesus a residências em diversos bairros da cidade neste período, com os tradicionais adereços, máscaras, tambores e outros instrumentos.

Entre os personagens de uma folia de reis, estão o mestre folião e o contra-mestre (que comandam todo o grupo), os Três Reis Magos, os palhaços, foliões e o mascote, esse representado por uma criança menor de 12 anos. No cortejo, os grupos vão de porta em porta, cantando toadas de entrada quando pedem permissão ao dono da casa para entrar, e canções da despedida, na qual os foliões agradecem pela acolhida e por donativos.

Parte do calendário cultural de Juiz de Fora, o XIII Encontro de Folias de Reis resgata a célebre tradição, reunindo na edição deste ano 12 grupos da região, sendo 11 juiz-foranos e um de Matias Barbosa. A partir de meio-dia do próximo sábado, os foliões desfilarão do Calçadão da Rua Halfeld até a Praça Antônio Carlos, onde a reunião será inaugurada com a cerimônia de bênção das chaves que, segundo a tradição, representa a presença de Deus em todos os lares. No ano passado, 11 grupos participaram da festa.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?