Publicidade

22 de Janeiro de 2014 - 07:00

Por Tribuna

Compartilhar
 
Premiado documentário de professora da UFJF aborda vida da primeira travesti eleita para um cargo político no Brasil
Premiado documentário de professora da UFJF aborda vida da primeira travesti eleita para um cargo político no Brasil

Resultado do convívio com Kátia Tapety, o documentário "Kátia" ganhará 600 salas de cinema do interior do Brasil a partir deste mês. De acordo com a diretora Karla Holanda, professora do Instituto de Artes e Design da Universidade Federal de Juiz de Fora, a produção também será exibida na TV Brasil em data a ser definida. "O filme chegará a lugares que ele jamais chegaria por serem pequenos e, às vezes, não possuírem uma sala de cinema", afirma. "O retorno foi inesperado e com boa qualidade de exibição", completa a diretora, fazendo referência ao resultado alcançado na 8ª Mostra de Cinema e Direitos Humanos na América do Sul, ocorrida entre 26 de novembro e 22 de dezembro de 2013.

Na ocasião, a produção ainda abocanhou R$ 30 mil através do prêmio Aquisição, que recompensa as obras com maior número de votos pelo público, e o prêmio Diferença. Nesta segunda honraria, o filme foi avaliado por uma curadoria, ficando com R$ 10 mil. "Este é um prêmio atribuído justamente pelo público, que lhe concedeu a maior nota dentre tantos outros filmes."

"Kátia" foi gravado em 2010 durante 20 dias. Natural de uma pequena cidade do interior do Piauí, a travesti, cujo nome de nascimento é José, sofreu preconceito quando criança. Seu pai não aceitava sua condição sexual, agredia-a e a obrigava a estudar em casa por sentir-se envergonhado por ter um filho homossexual. Apesar disso, ela conquistou o respeito e a admiração dos habitantes de sua região, sendo eleita vice-prefeita e vereadora de Colônia do Piauí. O documentário já recebeu seis premiações desde seu lançamento em 2012, no Festival de Brasília.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que alertas em cardápios e panfletos de festas sobre os riscos de dirigir sob efeito de álcool contribuem para reduzir o consumo de bebidas por motoristas?