Publicidade

12 de Janeiro de 2014 - 07:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

A obra do escritor angolano José Eduardo Agualusa, "Fronteiras perdidas", será trabalhada durante a quarta e última edição do Café.Tur da UFJF, que busca promover o diálogo interdisciplinar a partir da fala de palestrantes convidados e da análise de diversos produtos culturais, como filmes, documentários, reportagens e literatura. O evento trabalha sob a ótica das "Mobilidades contemporâneas", abordando-a a partir do período pós-colonial, tendo como base estudos da literatura de países de língua portuguesa, com destaque para Angola e Moçambique, para entender a base cultural brasileira, resgatando sua memória e história. A escolha pelo autor africano se deu a partir da forma com que escreve e identifica o povo africano. Entre os textos selecionados para o debate, estão: "Eles não são como nós", "Os pretos não sabem comer lagosta" e "A noite em que prenderam o Pai Natal". Segundo a organização, os capítulos retratam pessoas deslocadas em busca de uma identidade, de um local de pertencimento.

II Café.Tur, amanhã, das 17h às 19h, no prédio do Departamento de Turismo, no Instituto de Ciências Humanas (ICH), campus da UFJF

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a multa para o consumidor que desperdiçar água, conforme anunciou o Governo de São Paulo?