Publicidade

24 de Maio de 2014 - 06:00

'Soprei a pluma no ar', de Xanxão, será lançado na tarde deste sábado

Por JÚLIO BLACK

Compartilhar
 

Algumas ideias podem ficar engavetadas por muito tempo, e basta um pequeno empurrão para elas ganharem as páginas dos livros. Este é o caso de "Soprei a pluma no ar", trabalho de estreia do professor Alexandre de Alvarenga, o Xanxão, que terá seu lançamento neste sábado, às 17h, na livraria Liberdade. Na trama direcionada ao público infantil, uma pequena pluma soprada ao vento se torna o centro das atenções, sendo rechaçada pelos personagens mais preocupados com suas próprias aparências que com a beleza e delicadeza da pluma, enquanto ela desliza pelo ar, até encontrar quem aprecie toda a poesia do momento.

De acordo com o autor, ele tem uma série de publicações que deixava guardadas devido a outras prioridades (os trabalhos como publicitário e professor). Foi o incentivo de amigos que liam os originais que acabou impulsionando-o a tentar publicar o livro, por meio da Lei Murilo Mendes. "Eles insistiam para que eu publicasse (os livros). Agora resolvi tirar essas coisas da gaveta", diz ele, que, além dos livros infantis, já escreveu um romance de ação direcionado a adolescentes.

Xanxão explica que o tema da história - um poema ilustrado - surgiu da observação e imaginação de como as pequenas plumas voam com beleza, giram e pousam e se fixam nas roupas, nas coisas. "E de como tem gente vaidosa que não suporta ter um fiapinho na roupa. É uma brincadeira com isso", acrescenta, ressaltando que não tem a intenção explícita de impor uma "moral da história". "É algo mais aberto. No entanto, tem aí uma reflexão bem-humorada sobre o excesso de apego a posses e títulos, como isso pode nos deixar rígidos e nos impedir de perceber beleza ou alegria nas coisas mais simples."

Questionado se o livro - assim como os ainda não publicados - refletiria a necessidade de reforçar algumas mensagens às crianças, devido às mudanças na sociedade, ele diz que não pretende impor sua visão moral do mundo e das coisas. "Existe hoje um verdadeiro bombardeio de mensagens morais, muitas vezes contraditórias, querendo alcançar não só as crianças, mas todos nós. Eu apenas conto umas histórias, brinco, tentando ser sincero com as pessoas (no caso, as crianças) e com as coisas que acredito."

O universo dos pequenos faz parte da vida de Xanxão há um bom tempo: ele trabalhou na preparação de elenco do filme "Menino Maluquinho", de Helvécio Ratton, além de sua experiência teatral com crianças e adolescentes - e adultos também. "A arte para crianças é algo muito rico e pode ser mais valorizado", observa.

"SOPREI A PLUMA NO AR"

Lançamento de livro

Hoje, às 17h

Livraria Liberdade

(Benjamin Constant 881- Santa Helena)

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da liberação da maconha para uso medicinal?