Publicidade

30 de Maio de 2014 - 06:00

'Maio cultural' traz opções variadas para juiz-forano

Por Tribuna

Compartilhar
 
Mestre Nilo Sérgio comanda a bateria da Portela hoje na Praça Antônio Carlos
Mestre Nilo Sérgio comanda a bateria da Portela hoje na Praça Antônio Carlos

A programação musical em Juiz de Fora nesta sexta deve agradar até àqueles que reclamam da falta de opções na cidade: não há de ser por falta de variedade que o juiz-forano ficará em casa. Na programação do "Maio cultural", os adeptos do samba têm destino certo. A bateria da Portela, uma das mais tradicionais agremiações do carnaval carioca, estará na Praça Antônio Carlos para animar mesmo os ruins da cabeça ou doentes do pé. Sob o comando do mestre Nilo Sérgio, a Tabajara do Samba - nome dado à bateria azul e branca - deve contemplar os juiz-foranos com sambas-enredos famosos da escola e músicas consagradas como "Foi um rio que passou em minha vida", de Paulinho da Viola, e composições de outros portelenses consagrados como Noca e Monarco, integrantes da Velha Guarda.

Ainda integrando a programação, o Cultural Bar homenageia dois dos maiores ícones do rock nacional, Cazuza e Cássia Eller, no evento "Rock Brazuca". Abrindo a noite, o cantor Johnny Azevedo, do projeto Cazuza Remenber, relembra grandes hits do compositor que foi voz de uma geração, fazendo versões de sucessos como "Ideologia", "O tempo não para","Exagerado", entre outros. Em seguida, Uiara e os Leigos assumem o vocal, fazendo releitura de canções imortalizadas na voz de Cássia Eller, como "Malandragem", "Relicário" e "1º de julho".

Fora do "Maio cultural", um dos destaques é o show de Gabriel Lobo e Letícia Azevedo, que trazem para a Livraria Liberdade de Rio das Ostras o projeto "Mais que dois". Veterano nos palcos de Juiz de Fora como guitarrista, tocando com artistas como Dudu Lima e Daniel Iasbeck, Gabriel tornou-se parceiro de Letícia na vida e na música por meio de amigos em comum, e o repertório foi sendo lapidado até transcender o som de barzinho. No projeto atual, pouca coisa é ensaiada, e a experiência dois dois permite experimentações com cordas, vozes, sopros e percussões. No repertório, releituras originais de Tom Jobim, Tom Zé, Clube da Esquina, Villa Lobos, entre outros, além de composições próprias e de amigos.

BATERIA DA PORTELA. Hoje, às 20h, na Praça Antônio Carlos. ROCK BRAZUCA. Hoje, às 23h, no Cultural Bar (Av. Deusdedit Salgado 3.955). MAIS QUE DOIS. Hoje, às 20h30, na Livraria Liberdade (Rua Benjamin Constant 801).

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor de fechamento de pista em trecho da Avenida Rio Branco para ciclovia nos fins de semana?